Grand Chase e o meu char de estimação

Confira mais uma loucura do redator Snow sobre o fim de Grand Chase e os erros da produtora Kog!

24/08/2020 Última edição em 24/08/2020 às 19:29:00

Falamemo queridos ouvintes e leitores da Blast! Essa semana eu estava me lembrando das aventuras que eu tive quando me aventurei no game Grand Chase, e resolvi trocar uma ideia com vocês aqui!

Para os otakinhos mais novos, que não sabem do que eu estou falando ou até mesmo você que é um veterano e não manja muito do assunto, vamos ver o que era o tal do Grande Queijo... Digo... Grand Chase.

Grand Chase foi um game MMORPG de ação 2D free to play, lançado na Coreia do Sul pela KOG Studios em 2003 e devido ao seu grande sucesso ganhou o mundo, chegando a ser o jogo mais popular do Brasil, a ponto do servidor brasileiro ser o mais jogado do mundo e bater o recorde de jogadores simultâneos. Seu designe era todo em anime o que deixou o game muito bonito além da dublagem brasileira ser feita por dubladores famosos como Wendel Bezerra e Tânia Gaidarji, dubladores do Goku e Bulma.

Seu enredo, conta a história de Grand Chase, nome de um grupo de heróis da região de Bermesiah, que perseguem a maléfica rainha Kaze'aze, que, usando seus poderes, causou uma grande guerra civil entre os reinos de Bermesiah, Serdin e Kanavan. Inicialmente o jogo tinha apenas três heroínas e obviamente três classe para se jogar: Cavaleiro, que era a personagem Elesis; Mago, que era a personagem Arme e Arqueiro que era a personagem Lire. No decorrer do tempo, foram sendo adicionados novos heróis e novas classes para os personagens, sendo essas liberadas por desafios, ou se você fosse rico e comprasse cash poderia comprar com seu dinehiro.

Sua jogabilidade era bem simples e criativa, pois com poucos comandos era possível criar combos, igual a jogos de lutas 2D, e cada personagem era único. Você teria que aprender a jogar com cada um individualmente. O fim do GC começou em 2013 e os servidores americanos e brasileiros se encerrando em 2015. O servidor coreano foi o último a ser desligado no final de 2015.

Lembrando, pessoal, que eu estou resumindo muito a história aqui, então caso tenha faltado uma informação, ou vocês queiram conhecer melhor, vale a pena dar uma pesquisada na web.

Com certeza querido ouvinte e leitor, você deve estar pensando: “Tudo bem Snow, o game era legal, bonito e com dublagem épica, mas se até mesmo depois de 10 anos nitidamente o game gerava lucro, porque seus servidores se encerraram?”. Então é aqui que minha teoria começa, mas há um fato comprovado também sobre o fim desse game, e é por ele que nos vamos começar.

A KOG Studios tinha lançado um novo game chamado Elsword, que é um "sucessor espiritual” de Grand Chase. Na verdade, em minha visão, essa sucessão foi apenas para acalmar os fãs de GC, pois Elsword pouco tem a ver com GC. Na minha teoria, o custo de produção do game começou a ficar auto demais (sim o game recebia atualizações constantes), mas esse problema eu culpo a própria KOG que se perdeu na produção do game e já vou explicar o porquê. A partir da segunda temporada do game (GC Season 2) muitas novidades vieram para o game, como o mapa-mundi, novas fases, personagens novos e árvore de talentos que melhorava e muito as habilidades dos personagens, criando novos combos e poderes especiais.

Havia rumores de uma “5ª classe” para os personagens, inclusive esse rumor era evidenciado dentro do próprio game. Quando se acessava a árvore de talentos era possível ver que a árvore de talentos tinha cinco classes para se personalizar. Galera, quando eu vi isso na época, eu fiquei doido, porque a evolução do GC Season 1 para o 2 foi gigantesca,  e ver que teria uma 5ª classe, árvore de talentos para todas a classes, tudo isso seria fantástico e muitas pessoas esperavam por isso, mas lembram que eu falei que a KOG se perdeu na produção do game? Pois bem, a quinta classe nunca saiu do papel, o sistema de árvore de talentos ficou apenas na primeira classe, apesar de que nas últimas seasons passou a ter árvore de talentos nas outras classes, mas com poucas mudanças, passando longe da proposta inicial.

Outra coisa que eu vejo que atrapalho a produção, foi adicionar muitos personagens, o que claramente acaba dificultando a criação de árvores de talentos, classes, etc… Da season 2 para 3 se aboliu o sistema de runas, para dar mais atributos ao personagem, a mudança em si não foi ruim, mas tiveram que abolir um sistema, simples, funcional e que já era bem aceito, em resumo se perdeu tempo e dinheiro.

A KOG perdeu o foco, não terminou o que tinha começado e deu prioridade a adicionar coisas que poderiam esperar e no fim da história simplesmente ela fechou os servidores e bateu ombros para os nossos chars de estimação. Eu sei que nossos chars eram tudos noob, mas eram nossos, a gente gostava deles mesmo assim. Enfim, essa foi a minha teoria sobre o fim de Grande Queijo, digo Grand Chase, não foi uma crítica ao jogo e sim ao motivo que fez com que muitos jogadores acabassem por desistir do jogo por conta dessas mudança de foco da KOG, e mesmo assim o game era excelente, e nos seus últimos meses, já longe da sua época de ouro, o game era bem jogado, tanto aqui no Brasil quanto lá fora, e todo mundo quis que a KOG mantivesse o servidor aberto, mas infelizmente ela não ouviu seus fãs...

Ficou curioso para conhecer o GC? Quer matar um pouco a saudade? Clique aqui para vocês acessarem um serve feito por fãs da season 2 e o site Long live the Chase, que é o memorial do GC feito pela LevelUp games em homenagem ao game.




1 comentário(s)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta
Lujon
2 meses atrás
Cara, eu jogava Grand Chase na época em Lan House. Adorava os gráficos e o estilo de batalha em 2D do jogo. Lembro que tinha uns bots no jogo que ficavam upando o seu personagem, daí quando vc ficava ausente e voltava já tinha subido de level e conseguido vários itens. O esquema de salas também era bem legal. Pena que a KOG parou de investir nele.