Dicas do Snow: Ah! My Goddess

Hoje vamos falar de um anime muito divertido e que chegou a passar de raspão no Brasil, hoje vamos falar de “Ah! My Goddess”.

26/05/2020 Última edição em 26/05/2020 às 12:38:09

Falamemo queridos ouvintes e leitores da Rádio Blast! Como está a quarentena de vocês? Colocando os animes e os games em dia? Não deixem de acessar a Blast, Hein! Hoje vamos falar de um anime muito divertido e que chegou a passar de raspão no Brasil, hoje vamos de “Ah! My Goddess”.

Escrito e ilustrado por Kosuke Fujishima, "Ah! Megami-sama" ou "Ah! My Goddess" é um mangá shoujo com fantasia e comédia. Sua data inicial de publicação foi em setembro de 1988 e se encerrou (acreditem se quiserem) em abril de 2014 com 48 volumes. Você que reclamou de "Kimi ni Todoke" ser lento, esse anime não foi lento só na publicação não, viu, porque o romance é lento demais, mas vamos deixar isso de lado por enquanto.

Sua primeira adaptação para anime veio ainda no inicio dos anos 90, no formato OVA com 5 episódios. Em 1998 foram lançados 48 episódios intitulados como “The Adventure of Mini-Goddess" exibidos no Brasil pelo extinto canal Locomotion, e em 2000 foi lançado um longa-metragem. Nem uma destas adaptações são interligadas e a série "The Adventure of Mini-Goddess é uma animação com foco na comédia e animada em SD.

Só em 2005 que "Ah! My Goddeess" recebeu um anime contendo duas temporadas, sendo a primeira temporada com 26 episódios e a segunda temporada com 24 episódios.

Nesta redação vou focar no anime de 2005, que foi a mídia que eu tive contato e também é a que mais se aproxima do mangá. Vale ressaltar também que o anime não conta toda a história, até mesmo porque o mangá estava incompleto em 2005 e 2006.

Enrredo

"Ah! My Goddess" retrata a história de Morisato Keiichi, um jovem estudante de engenharia mecânica. Keiichi é o típico personagem tímido, sem voz altiva, e que quase sempre acaba fazendo as coisas por livre e espontânea pressão das outras pessoas (qualquer semelhanças com o Meglias é mera coincidência). Sua vida muda quando uma noite ele liga para uma amiga, mas a chamada cai no serviço de ajuda das Deusas.

Neste momento a deusa Belldandy aparece na frente de Keiichi e pergunta o que ele deseja. O call center funciona de forma bem simples, e isso já é explicado por Belldandy, que diz que o sistema atende pessoas que estão com alguma dificuldade. Acreditando ser uma brincadeira ou sonhando, Keiichi diz que deseja que Belldandy fique com ele para sempre. É isso mesmo que leu e entendeu, ficar com ele romanticamente, ser a namorada dele, mas o que surpreende ambos é que o pedido de Keiichi é atendido, o que teoricamente não deveria acontecer já que pedidos assim são proibidos no protocolo.

A partir deste ponto é que "Ah! My Godnnes" inicia sua tragetória, e já de cara Keiichi é expulso do alojamento dos estudantes de mecânica, pois lá é proibida a entrada de mulheres (na minha opinião pessoal, o clube de mecânica que cuida do alojamento é tudo veado e machista). Keiichi e Belldandy partem em uma busca por um lugar para morarem, e nessa acabam parando em um templo budista onde o monge fica tão impressionado com a pureza de Belldandy que parte em uma jornada e deixa o templo sob cuidados de Keiichi e Belldandy.

No decorrer do anime é nos mostrado toda a historia romântica de Keiichi e Belldandy, que vai muito além de um namoro colegial, sendo mais uma vida de casados, porém muito lento no romance, mas cheio de cenas engraçadas. Apesar de lento, o anime tem cenas românticas muito fofas o que traz a ideia de que não precisa de beijos e abraço em toda cena para ser romântico, o anime valoriza muito mais a companhia, o carinho em forma de presente e o aprender a conviver um com o outro. Muitos desafios são impostos pelo casal, que tem que superar cada um com muito esforço. No decorrer do anime aparecem outras deusas, irmãs de Belldandy que tentam ajudar o casal, porém mais atrapalham do que ajudam, e tudo vira uma confusão.

"Ah! My Goddess", apesar de lento no romance (ganha disparado de Kimi ni Todoke), é muito divertido e fofo, se você procura um anime sem apelações românticas, com comédia na medida certa e muita confusão, "Ah! My Goddess" é a opção para você!

Quero deixar uma ressalva para as músicas de abertura e encerramento, são sensacionais, com direito até a gaita de fole na segunda opening.




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta