O futuro da ZeniMax com a Microsoft

Agora que a Microsoft adquiriu a ZeniMax e tem em suas mãos estúdios como a ID Software e Bethesda, qual será o futuro dessas desenvolvedoras?

13/10/2020 Última edição em 13/10/2020 às 18:32:01

Bethesda SoftworksArkane StudiosMachine Games, ID Software e Tango Gameworks são apenas algumas das desenvolvedoras que fazem parte da Microsoft após a aquisição da ZeniMax, mas elas estão em boas mãos? Todos sabemos que a Microsoft não tem um histórico muito bom com seus estúdios, como a Lionhead e a Ensemble Studios, que acabaram fechadas pela empresa após alguns projetos que não fizeram muito sucesso. Então, será que esses novos estúdios podem ter o mesmo destino? 

Felizmente, nos últimos tempos aquela Microsoft que tinha uma fama de acabar com seus estúdios internos acabou desaparecendo. Hoje, eles vêm tentando corrigir seus erros do passado e estão comprando e expandindo várias desenvolvedoras talentosas, para que assim elas tragam ótimos jogos às plataformas da Microsoft. Liberdade criativa é uma das coisas que não vai faltar, já que a Microsoft tem dinheiro para bancar projetos loucos e uma filosofia de deixar seus estúdios criarem o que eles tiverem vontade. 

Um bom exemplo disso é a Ninja Theory, que estava lutando para desenvolver Bleeding Edge, um projeto de jogo Multiplayer que eles sonhavam em lançar, mas depois que foram adquiridos, o estúdio teve liberdade para desenvolver o jogo com mais orçamento, mesmo que ele não tivesse nenhuma relação com a Microsoft. Outra boa coisa que deve vir com a aquisição são as parcerias que podem ser feitas entre as desenvolvedoras da Xbox Game Studios, que costumam compartilhar conhecimentos e tecnologias entre si.  

É claro que nem tudo são flores e, obviamente, existem coisas ruins que essa aquisição pode trazer. A mais importante entre elas é a possível exclusividade das grandes franquias que pertencem aos estúdios da ZeniMax. The Elder ScrollsDoom Fallout são franquias conhecidas por serem multiplataforma, então seria péssimo vê-las sendo limitadas ao PC e Xbox, mas isso pode acabar acontecendo, afinal, agora elas são da Microsoft

Ainda há esperanças de que a Microsoft faça o mesmo que fez com a Mojang, mantendo o que já era multiplataforma como tal. Não há como ter certeza que isso vá acontecer, mas é bastante provável, afinal, a Microsoft vem criticando bastante essa tendência de comprar exclusividade de franquias que não costumam ser exclusivas. Então, talvez as séries já conhecidas no mercado continuem sendo lançadas para outros consoles. 

Agora sobre as novas IPs desses estúdios, é quase impossível imaginá-las chegando em plataformas que não sejam da Microsoft. As que já foram confirmadas para outros consoles, como Ghostwire: Tokyo, irão se manter como já estão, porém, jogos como Starfield, que ainda não têm plataformas definidas, devem ser exclusivos, pois a Microsoft tem lutado para aumentar o catálogo de games que você só pode jogar nos consoles se tiver um Xbox

Mas de tudo falado aqui, nossa maior certeza é que todos os próximos jogos desses novos estúdios chegarão no dia de seu lançamento no catálogo do Xbox GamePass, com exceção dos games que têm algum tipo de exclusividade temporária em outras plataformas. The Elder Scrolls VIStarfield e um possível Fallout 5 chegarão diretamente no catálogo do serviço, e é possível que alguns jogos mais antigos da empresa também sejam lançados por lá, como foi o recente caso de Doom Eternal

No geral, essa aquisição só deve aumentar a qualidade dos jogos feitos por esses amados estúdios e ainda irá favorecer o consumidor, já que você poderá jogar esses games gratuitamente se assinar o GamePass. Para os fãs dos estúdios que jogam em consoles da Nintendo ou Sony que a situação é um pouco ruim, já que nunca haverá uma certeza de qual jogo chegará em seu console. 




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta