Dragon Ball e o Capitalismo

Confira uma visão de como o capitalismo pode prejudicar o universo inteiro de um anime!

09/07/2020 Última edição em 09/07/2020 às 07:28:37

Falamemo queridos leitores e ouvintes da Blast! Hoje nós vamos falar de um assunto que vem me chamando atenção na cultura pop e nerd na atualidade, e que se tornou muito evidente em Dragon Ball, mas que eu vi se espalhar por tudo que é lado, o capitalismo. Isso mesmo! O capitalismo talvez seja o único vilão que nossos heróis favoritos jamais conseguirão vencer, mesmo treinando arduamente na sala do templo ou com os ensinamentos do mestre Kami. Isso também vale para outros heróis como Capital América ou os Power Rangers.

Voltando lá nos 80, enquanto Dragon Ball clássico era lançado, o mangaká Akira Toriama já tinha toda a trama de Dragon Ball praticamente idealizada, sua time line e todo o universo que compunha Dragon Ball. E a sua ideia original praticamente não tem nada a ver com o que temos hoje nas continuações. Muito do que foi construído, idealizado e que era a verdade absoluta no universo do anime, foi completamente apagado gerando até uma certa confusão sobre o que é verdade e mito. Dragon Ball para quem não sabe era para ter seu final com a morte de Freeza e Goku no planeta Namekuzei.

Mas porque Goku teria que morrer no final? Talvez essa possa ser sua pergunta, mas a resposta é bem simples, Goku é o lendário Super Sayajin, e após ele derrotar o maior vilão do espaço e todos outros vilões, não tinha mais propósito para o maior guerreiro do universo existir, por isso ele deveria morrer, por não haver mais propósito para ele existir.

Após a saga Freeza entramos na Saga Cell, onde ficou nítido que foi uma emenda fora do planejado, uma gambiarra, onde milagrosamente Goku saiu vivo da explosão do Planeta Namekuzei. Mas por que isso aconteceu? Por que Akira emendou várias continuações ao anime, mesmo sabendo que ele teria que destruir muito do universo que ele criativamente construiu? Resposta: pelo simples fato de Dragon Ball gerar lucro, muito lucro.

Antes que você pense que Akira é um porco capitalista, ele mesmo em uma entrevista disse que “foi pressionado a continuar a escrever pelos editores e produtores do anime”, além disso também foi pressionado a colocar muita violência no anime (o que vamos combinar, foi bom hehe).

Como resultado, perdeu-se a essência e a ideia original do obra, todo o crescimento dos personagens teve que ser destruído e reconstruído para comportar continuações forçadas. Um exemplo prático disso é o desuso de poderes, como por exemplo, um muito clássico e mal explorado, o poder dos Sayajins virarem Gorilões; desvalorização do Vegeta, que era o anti-herói, e hoje já não é mais tão anti-herói assim; e o surgimento de vários Super Sayajins, sendo que a lenda original é categórica, existia  um Super Sayajin.

No final das contas nesse caso quem sai perdendo somos nós, os fãs, pois toda aquela nostalgia gostosa meio que se satura e é destruída, além do fato de o capitalismos se aproveitar da nossa nostalgia para tirar de nós o nosso suado dinheiro. Como me referi acima muitas obras sofreram com isso, como por exemplo Star Wars que era um filme literalmente político e de guerra, e acabou se tornando em um filme de princesa da Disney. Outra obra recente que sofreu com isso foi Sakura Card Captors que ganhou um continuação, que convenhamos não foi boa, já que a Sakura teve que recapturar as mesmas cartas só que com nomes diferentes…

Talvez querer tirar água de pedra não seja uma boa ideia, pois deteriora uma obra, força os fãs a comprarem coisas só por serem fãs e o autor sai mal falado (pra não dizer queimado kkk).

Bom pessoas, essa foi um resumo da minha visão de como algumas das grandes obras são deterioradas pelo capitalismo, peguei como exemplo Dragon Ball, que é uma obra que eu gosto muito. Deixe seu comentário sobre o que você pensa a respeito!




6 comentário(s)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta
Konekomaru
3 meses atrás
Matéria bacana, parabéns snow!
Snow
3 meses atrás
Kirito eu revi o classíco e to terminando o a saga Cell, teve muita coisa que foi desconstruída para manter a série, e muitas dessas coisas era muito boas como a construção dos personagens, o Vegeta foi o que mais sofreu, coitado kkkk, no caso eu não acho que DB tenha ficado ruin, só que forçado, aquela essência de treinamento, não só fisíco, mas espiritual e intelectual que só o clássico tem, foi pro saco a muito tempo viu....
Ashllan
3 meses atrás
Uma obra que faz sucesso, e existe um clamor por continuação, acaba fazendo com que o autor escolha, entre terminar e iniciar algo novo, ou ele tenha que fazer adaptações. Em Dragon Ball, realmente tem que ter muita mudança. Afinal o progresso dele tem um peso forte em treinamento e aumentar o poder. E isso facilmente fica exagerado. Enxerguei isso em Yu Yu Hakusho, depois da saga do Torneio das Trevas. Por mais que inimigos mais poderosos aparecessem, ficou tão estranho o que veio depois, que eu não enxergava mais ninguém ali como um potencial vilão perigoso. O que sobrou foi dar uma explosão de poder no pessoal todo para ir na saga final. Acho que depois disso, os autores tem um cuidado ao trabalhar como acontece a evolução e crescimento dos personagens, para não chegar nessa parede, e ter que fazer das tripas coração para seguir dali para frente. Alguns conseguem de forma melhor, outros não tanto, outos se lascam kkkkkk. E alguns tentam resetar tudo e começar de novo como se nada tivesse acontecido XD
marcelokirito
3 meses atrás
A matéria foi muito bem escrita. Mas discordo totalmente que Dragon ball tenha perdido sua essência, e que seus personagens foram afetados por terem ganhado uma vida mais longa com novas histórias. Realmente há animes que tiveram suas histórias esticadas desnecessariamente e ficou péssimo. Mas Dragon ball é um clássico impecável e o Super uma continuação digna. Mas essa é só a minha opinião. E que venha mais episódios no futuro
Snow
3 meses atrás
Entendo Ashllan, no caso eu que eu quis dizer é quando já não se tem mais o que expandir e fica forçado, chegando ao ponto de se destruir coisas que já eram solidas e boas, minha saga favorita tbm é da cell ahaha, não disse que era ruim, não gostei das novas que sairam e apontei para coisas que foram deletadas para manter a obra viva, mas que por sua vez acabaram quebrando o que já era bom.
Ashllan
3 meses atrás
Concordo que existem animes que acabam sendo esticados a força, e o motivo pode ser variado, mas no fundo tem a questão de fazer com que esse potencial lucrativo permaneça, porém não é só o fato de esticar um anime, alguns fazem com que ele não possa ser modificado, como é o caso de Pokémon , tem um potencial enorme para sair vários tipos de histórias e abordagens daquele universo, porém a Pokémon Company parece que limita bastante mesmo que muitos fãs peçam mudanças e obras inovadoras, com uma do mangá Pokémon adventure, que tem uma abordagem muito mais adulta e bem elaborada mas eles preferem permanecer com aquela fórmula
Outra coisa, é que não necessariamente essas expansões forçadas de anime são ruins, algumas são necessárias para que ele não chegue tão próximo do mangá, e outras são até boas, afinal minha saga favorita de dragon ball z, é a do Cell, gosto muito também da saga de Majin Boo, e se não fosse o capitalismo, segundo a matéria, não existiriam essas sagas, apesar de ser muito criticado, dragon ball super tem muitos fãs também não sei dizer sobre a nova temporada de Sakura, mas com relação a Star Wars, pode não ter agradado a todos mas muitos gostaram além de novos fãs poderem surgir