Otaku ni koi wa muzukashii (O amor é dificil para Otaku)

Amar e ser otaku parecem ser duas coisas diferentes não é? Talvez sejam duas coisas impossíveis de se combinarem... Mas este anime vai mostrar que ser você mesmo e amar é possível (e muito divertido). Venha conhecer o mundo dos otakus que amam aqui com a Blast!

15/01/2019 Última edição em 15/01/2019 às 10:32:17

O amor é dificil para Otaku.

Isso não é apenas uma frase, mas o título de um anime/mangá: Otaku ni Koi wa Muzukashii.

Ele possui 11 episódios e 1 ova, sendo que o mangá possui 6 volumes e é considerada uma “comédia romântica”. É um webmangá escrito e ilustrado por Fujita.

Você que é otaku pode ser muito sincero na sua resposta: como é amar e ser amado quando se é um otaku? Você esconde que é um otaku (ou viciado em games, mangás e animes)? Você tem medo de que descubram a sua verdadeira identidade? Você tem vergonha de ser um otaku?

Muitas vezes escondemos aquilo que somos, não é verdade? Preferimos esconder nossas personalidades para que os outros gostem de nós e não nos julguem pelo que somos. É besteira, porém, estes pensamentos deveriam ser afastados. Este anime/mangá mostra justamente isso.

Uma garota chamada Narumi Momose (que é uma fujashi otaku – que gosta de mangás com relacionamento homossexual entre dois homens) muda de trabalho para poder esconder suas paixões por mangás, haja vista que no outro emprego começou a se sentir constrangida com seus hobbies. Acontece que neste novo emprego ela reencontra um amigo de infância chamado Hirotaka Nifuji, que é um viciado em jogos de vídeo game (todos os tipos). O vício dele não é apenas um detalhe, ele realmente sabe o que está fazendo!

O reencontro deles vai mudar a vida dos dois.

Devo adiantar que diversamente daqueles romances que o cara demora vários capítulos para se declarar, o namoro acontece logo no primeiro episódio, por isso não posso sequer considerar isso um spoiler.

Na mesma empresa Narumi conhece Hanako Koyanagi (que tem por hobby fazer cosplay), ela é muito popular no mundo dos cosplayers e não esconde suas habilidades. Ela tem um relacionamento de “cão e gato” com Taro Kabakura, um homem que aparenta ser normal, mas na verdade é um amante de mangás yaoi.

Estes quatro acabam se tornando amigos e a amizade deles não se baseia apenas em todos serem otakus, mas também na cumplicidade, na descoberta e no desabrochar de seus relacionamentos.

Narumi e Hirotaka embora sejam adultos e trabalhem em uma empresa não são pessoas capazes de ter um relacionamento sério e maduro, sendo que muitas vezes eles se perguntam qual é o tipo de relacionamento que possuem, mas a verdade é que o amor entre eles é verdadeiro, sendo que cada um respeita as paixões do outro.

Já Hanako e Kabakura são opostos que se atraem, sendo pessoas de personalidades fortes que estão a todo momento brigando (dizem que quanto mais se briga, mais se ama), mas a verdade é que eles estão sempre dispostos a amar, sendo que no final, eles estão sempre juntos, inclusive desde o colegial.

O anime é muito divertido e mostra as diversas facetas de um adulto que continua tendo as paixões de infância, tais como animes, mangás, cosplay e jogos de videogame. O anime mostra que não tem nada de errado de gostar de coisas das quais se gostava quando era criança, mas revela também, o quanto ser adulto e aceitar algumas coisas é importante para crescer.

O anime é envolvente e no final você acaba querendo mais, mesmo que ele termine com apenas 11 episódios.

É paixão a primeira vista. Conhecer pessoas que se parecem tanto com o que somos, pessoas que, mesmo depois de passarem pela infância ainda alimentam o sonho de terem um romance como o de um anime, as aventuras de um jogo de videogame, a coragem de um personagem de mangá ou mesmo simplesmente não deixar de sonhar com o que se quer.

Se você puder assistir, vale muito a pena, é uma excelente recomendação. Espero que vocês gostem, e segue abaixo UM PEDIDO DE NAMORO DIFERENTE:

 




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta