"O Jardim das Palavras": melhor filme para o feriadão!

Confira nossa dica blast para curtir o feriadão com estilo!

14/10/2017 Última edição em 14/10/2017 às 15:45:28

Yoo, pessoal! Tudo bem com vocês? 

Venho no meio deste feriado (para alguns prolongado, para outros não), lhes sugerir uma dica nível Blast de filminho melhor que filme do Pelé, melhor que Sessão da Tarde, e melhor que Tela Quente. 

É um filme que não vai ocupar nem uma hora do seu dia, mas que vai fazer você refletir bastante sobre o modo como você aproveita seu dia, sua vida... 

Jotonoha no Niwa, ou O Jardim das Palavras, narra a história de Takao Akizuki, um adolescente de 15 anos com princípio a crise existencial adolescente (o que fazer quando se formar), que, em um determinado dia chuvoso, decide cabular aula e fazer uma visita ao parque de Shinjuku, onde pode ficar desenhando seus sapatos em paz (apesar da falta de dinheiro, Takao sonha em se tornar um sapateiro). Ao chegar no parque, Takao encontra uma mulher adulta sentada num jardim, bebendo cerveja e comendo chocolate, o que o surpreende (afinal, ela deveria estar trabalhando, né?). O rapaz fica intrigado com a presença dessa moça, e um elo se cria entre ambos após a misteriosa moça citar um trecho de poema japonês (chamado de tanka)

Após este encontro, todo dia com chuva era o momento ideal para o encontro entre estes dois seres singulares: um, jovem, via em sua amiga a inspiração para a vida adulta, um modelo da maturidade; à outra, seu amigo de 15 anos refletia sua própria juventude, suas escolhas erradas, e a fazia se sentir parada no tempo. 

Preciso dizer que me identifiquei com os dois personagens, algo inclusive fácil de acontecer. Na vida, sentimos que estamos perdendo tempo, mas ao mesmo tempo sonhamos com mudanças em nossa carreira, nosso visual, nossa casa, nossas peculiaridades, ou mesmo nossas habilidades (aprender a cozinhar melhor, aprender a tocar violão). Esse filme de apenas 46 minutos nos instiga a refletir, com diálogos rápidos, acerca das decisões em nossas vidas, e de como elas refletem em nosso caminho. 

Outra coisa que me chamou muito a atenção ao longo do filme foi o quase-perfeito design do filme, que era quase um paraíso aosmeus olhos. Vejam as sgeuintes imagens e tirem suas próprias conclusões: 

 

 

 

Além do diálogo e das imagens, existe um fator que me fez quase quebrar a casa ao assistir ao filme: seu desfecho! Um final não necessariamente surpreendente, mas bem sacana e que nos fazpensar ainda mais sobre nosso próprio desfecho, como iremos encerrar nosso ciclo aqui neste planeta. 

Preciso parabenizar toda a equipe que desenvolveu esta obra-prima, e farei minha parte: propagarei este filme smepre que possíel. 

Por favor,não deixem de assistir este filme, e voltarem aqui para me agradecer depois! Quem já assistiu, comentem aqui suas impressões também, vamso espalhar esta obra-prima aos 4 cantos do mundo haha. 

Até a próxima dica, pessoal, e tenham todos um excelente final de semana (prolongado, espero)!




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta