Entrevista com Nobunaga

Conheçam um pouco melhor o Nobunaga, que traz semanalmente o programa Filosofia Otaku.

06/11/2015 Última edição em 06/11/2016 às 17:36:08

Galerinha da Blast, eu, Faylors Master, estarei fazendo uma série de entrevistas com o pessoal por trás dos melhores programas e posts da Rádio Blast a partir de hoje. Será um bate-papo para conhecermos melhor a equipe da rádio. Espero que assim você, leitor e ouvinte, possa conhecer um pouco mais de cada um. 

Para começarmos bem, entrevistaremos o Dj Nobu (Nobunaga), que traz o programa Filosofia Otaku semanalmente aqui na rádio. Confira aí esta matéria com as perguntas que julgamos necessárias, e caso queira realizar sua pergunta, mande-nos um e-mail que traremos uma resposta. (contato@radioblast.com.br)

Faylors Master: Dj Nobu, qual seu nome e idade? E em que lugar do Brasil você mora?

Meu nome é Lauro Starium, tenho 22 anos de idade e sou da cidade de Limeira/SP.

Faylors Master: Porque escolheu o nick Nobu (Nobunaga)?

Esse nome veio do personagem Nobunaga Hazama, do anime "Hunter x Hunter", que é o meu anime preferido. O Nobunaga Hazama é integrante da gangue liderada por Kuroro Lucilfer, Genei Ryodan. Eu adotei o nome dele como nome do meu personagem no RPG "Aika Online", que eu joguei entre 2011 e 2013, e a partir desse momento, aos poucos, fui me tornando o "Nobu" pela dificuldade de meus amigos da guild em pronunciar o nome inteiro. Um abraço para eles, Guild "Serial Killers".

Faylors Master: Como ocorreu seu primeiro contato com mundo dos animes?

Eu assistia animes pela TV em programas como o Band Kids. O primeiro anime que eu me lembro de ter assistido foi "Slayers", mas não me lembro nada sobre ele além do nome da personagem principal. Na época, eu era muito pequeno e nem entendia nada (risos). De lá para cá, fui me envolvendo cada vez mais nesse mundo. Acompanhei a "TV Globinho", o extinto canal "Animax", o programa "TV Kids", da Rede TV!, onde eu conheci o clássico Fullmetal Alchemist, entre outros.

Faylors Master: Qual seu anime favorito? E um anime que mesmo não sendo favorito te traz alguma recordação especial?

Galera, isso é um segredo: Hunter x Hunter é o favorito. E que marque em recordações tem vários, mas vou escolher "Death Note".

Faylors Master: Banda favorita?

L'Arc~en~Ciel. A maior banda japonesa de todos os tempos.

Faylors Master: Tem interesse em algum ramo paralelo associado a animes? Se sim, qual?

Dublagem. Sou fã de dublagem e queria muito fazer. Já imaginou, euzinho dublando um personagem de anime? Seria o máximo!

Faylors Master: O que você acha dos animes hoje em dia? O que está muito repetitivo e o que está faltando?

Essa pergunta é difícil. Não estou achando uma resposta tão técnica para ela no momento. Eu apenas gosto de animes, gosto do enredo, gosto dos traços dos personagens e das músicas que vêm associadas (como abertura, encerramento, OSTs etc). Tem aqueles que eu gosto mais da história, tem aqueles que eu gosto mais do mundo criado pelo autor, tem aqueles que eu gosto do comportamento ou dos traços de um personagem, tem aqueles que eu gosto de tudo, e tem aqueles que não consigo assistir de jeito nenhum por mais que me esforce. Acredito que os animes atuais têm seus públicos fiéis. Cada um deles atrai seus fãs para aquilo que mais gostam, seja o enredo, sejam as trilhas, sejam os traços dos personagens... Enfim, não mudaria nada. A indústria de animação está fazendo um bom trabalho.

Faylors Master: Qual anime você recomendaria aos seus ouvintes?

Com certeza "Magi". Um excelente anime que me conquistou em pouco tempo. Assistam, vale a pena.

Faylors Master: Em relação à Rádio Blast, como a conheceu?

Através de uma amiga minha, a Lindsay, que estudou comigo no ensino médio em 2007. Na época, ela me apresentou a Blast e outra rádio que não existe mais, a rádio AMC. Daí eu passei a ouvir as duas e, depois de um tempo, eu fui preferindo a Blast. Quando a outra rádio encerrou, eu nem fiquei sabendo.

Faylors Master: Qual foi sua motivação para se tornar voluntário?

Acredito que isso acontece com todos aqueles que acompanham uma web rádio comunitária. É sempre assim: a gente acompanha o trabalho por muito tempo ouvindo e lendo, até que desperta a vontade de contribuir.

Faylors Master: O que lhe inspirou para criar seu(s) programa(s)?

Sou apaixonado pela rádio há muito tempo, e sou fã do trabalho de muitos locutores profissionais de rádios jovens. Juntando isso à paixão pela cultura oriental, despertei o interesse em levar uma experiência de locução ao estilo FM para o público otaku. Quando tive de escolher um tema para trabalhar na Blast, escolhi Animesongs por gostar muito. Mais tarde, comecei a ter interesse em fazer programação especial, como cobrir eventos ao vivo, fazer programas dedicados à história das bandas e entrevistas com aqueles que fazem parte do universo "otaku" em geral, como os "youtubers" e os "fansingers". A inspiração para isso tudo veio das minhas experiências em ouvir web rádios otakus do Brasil, pegando o que fazem de bom e aprimorando com o que eles não costumam fazer.

Faylors Master: Que tipo de retorno você está recebendo dos seus fãs?

Eu tenho fãs? (risos) Estou bastante feliz por saber que tem uma galera do outro lado consumindo aquilo que levo a eles através da Rádio Blast. Saber que tem gente esperando para ouvir aquele programa que vai trazer um convidado especial é gratificante. Contudo, não acredito que nós da Blast tenhamos fãs. Temos amigos, fãs da cultura japonesa, e formamos uma grande "comunidade otaku".

Faylors Master: Qual a atração que o público poderá esperar dentro do seu programa Filosofia Otaku?

Aquilo que já estão acostumados: informações diversas, sobretudo sobre animes e tecnologia, e entrevistas com aqueles que fazem parte da tal "comunidade otaku", e muitas músicas, claro.

Faylors Master: Participou da evolução da rádio? O que achou desta evolução?

Estou na Blast há um ano. Não acho que fiz parte da evolução dela, visto que a rádio Blast já tem uma história de quase nove anos. Eu me considero importante para a Blast hoje, mas historicamente não. Eu vejo a evolução da rádio como um projeto audacioso (pense em como era difícil fazer web rádio há nove anos...) e que deu certo, contando com o trabalho de centenas de pessoas que contribuíram e contribuem ainda hoje para o sucesso da marca "Blast!" e com a receptividade de um público fiel há tanto tempo. Orgulho-me de ser da Blast. Orgulho-me de fazer parte dessa rádio que tem a mais tradicional marca de web rádio otaku do país.

Faylors Master: Quais projetos futuros?

Casar, ter um filho, um cachorro e sempre ser fã do Japão (risos).

Faylors Master: Qual recado deixaria aos seus ouvintes?

Acompanhem animes e mangás por toda a vida. São ótimos construtores de uma sociedade mais justa, amiga e bem educada. Nunca deixem de apreciar a cultura japonesa, sejam fãs. E ouçam a Blast até o fim, porque sempre estaremos fazendo o nosso melhor.




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta