Por que NINGUÉM está falando sobre a terceira temporada de Titãs?

Novo ano da série chegou, mas de uma forma preocupantemente tímida

15/10/2021 Última edição em 15/10/2021 às 17:12:35

O primeiro trailer da série Titãs gerou reações mistas. Algumas pessoas amaram o Robin (Brenton Thwaites) falando “F#ck Batman!” e outras odiaram com todas as forças. Quase três anos depois, histórias foram contadas e personagens desenvolvidos, mas essa dualidade de opiniões e sentimentos continua. Agora, com o lançamento da terceira temporada, algo que já era teorizado se comprovou: perda de interesse do público.

Foram liberados em conjunto os três primeiros episódios no serviço de streaming HBO Max, sendo que o restante será lançado uma vez por semana nas quintas-feiras até o dia 21 de outubro. Ao todo, a nova temporada vai ter 13 episódios e mesmo que o começo tenha conquistado críticas majoritariamente positivas por parte dos veículos especializados, o engajamento tem se mostrado tímido. Séries como WandaVision, Falcão e o Soldado Invernal e Loki demonstraram grande interesse por parte do público, seja no boca a boca ou via redes sociais digitais. Todas essas séries tiveram vantagem por se tratarem de produções novas para suas épocas, mas Titãs deveria ter pelo menos um público fiel de número considerável a essa altura do campeonato.

Pôster da terceira temporada de Titãs. Imagem: Divulgação Warner.

Fato é que a série nunca conseguiu honrar seu título e entregar uma história do grupo. Sempre o pano de fundo envolve algum vilão do Batman ou personagens diversos da DC Comics. É basicamente uma série do universo do morcego, mas desenvolvida sob o olhar dos heróis jovens. Na verdade este é um problema percebido em várias obras da marca, que não consegue (ou não tem coragem) de deixar o Batman totalmente de lado para focar em outros personagens. E Titãs tem um grande problema: um péssimo Batman.

O ator Iain Glen faz um bom trabalho de atuação, pois entrega tudo o que está escrito no roteiro de forma satisfatória. Mas o problema é justamente a escrita, que é problemática não apenas por ter transformado o morcegão em um psicopata sem sentimentos, mas por não se dar ao trabalho de justificar suas ações. E isso se liga ao Robin Jason Todd (Curran Walters), que finalmente vestiu o manto de Capuz Vermelho (alguém ainda considera isso spoiler?). O Batman desta série teve atitudes muito polêmicas com a “morte” de Jason, sendo totalmente descaracterizado. As reações dessa “perda” também não foram convincentes, pois não tiveram peso (parecia até que os personagens já sabiam que o ex-colega de equipe retornaria).

Ian Glen como Batman na série Titãs. Imagem: Divulgação Warner.

Atitudes forçadas, falta de foco, ritmo lento e repetição de tramas são alguns dos motivos pelos quais Titãs está amargando uma queda de audiência que pode ter consequências extremas. Esta terceira temporada é decisiva. Caso não continue agradando, é provável que a história de Dick Grayson e companhia nem chegue a ter final. Seria uma pena, pois agora é possível ter esperança de melhora, seja por conta do clima ou dos visuais que gradativamente estão se tornando mais cartunescos. O que nos resta é literalmente acompanhar as cenas dos próximos capítulos...

Enquanto isso, podemos curtir outras obras da DC Comics como O Esquadrão Suicida. Abaixo, uma crítica sem spoilers do filme!




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta