O que representa cada personagem em Angel Beats? Parte I

Um anime que aborda o pós-vida... com certeza possui personagens simbólicos. Venha compreender os personagens de Angel Beats!

16/02/2021 Última edição em 16/02/2021 às 11:57:23

Desde seu lançamento, em 2010, Angel Beats vem fazendo muito sucesso no universo otaku. Um anime que apresenta adolescentes em uma espécie de purgatório, um limbo entre a vida e a morte, tem uma premissa sólida e, não obstante, cativa a atenção do telespectador desde o primeiro episódio. 

Por ser um anime curto, permite a agilidade entre as cenas, não dá abertura aos fillers, a enrolações desnecessárias e tudo aquilo que é fortemente criticado nos animes longos (One Piece, Pokémon). Assim, Angel Beats traz uma proposta coesa, um humor leve e, para aqueles que gostam de viajar nos pensamentos, um tema de debate peculiar. 

Em Angel Beats, somos envolvidos no cotidiano de jovens que, ao falecerem precocemente, são enviados a um espaço temporário, onde devem realizar seus propósitos e, então, partirem em paz. Contudo, eles acreditam que o propósito é derrotar o Anjo e, então, lutar contra deus, a fim de "vencerem" neste mundo. 

É claro que o desenrolar do anime mostra que os personagens estão errados. Mas não é isso que gostaria de discutir. Quero propor um desafio: vamos adentrar a mente de Jun Maeda, o criador da Light novel que deu origem ao anime

Ao inserir cada personagem na trama, Jun não fez uma escolha aleatória (autores quase nunca fazem escolhas aleatórias). A criação de personagens é um processo um tanto trabalhoso e feito de forma a dar clareza à trama. Desde um coadjuvante que só diz "Let's go" até um protagonista que doou seus orgãos instantes antes de sua morte, cada personagem contribui para a trama.

Este post será dividido em 3 partes, as quais iremos discutir sobre os personagens, e seria muito bacana ouvir mais de vocês! Comentem sem medo de serem cancelados srrsrsrs =) 

Vamos lá?

Membros do Girl Dead Monsters


(da esquerda para a direita: Sekine, Irie, Hisako, Yui, Iwasawa)

Responsável pela distração, a banda possuía quatro integrantes e uma assistente. Após a saída da vocalista Iwasawa, que cumpriu sua jornada no 3º episódio, a assistente se tornou a nova vocalista e a banda continuou por demais episódios. 

Sekine & Irie

Membros de menor relevância da banda, Sekine e Irie tiveram poucas falas e pouca participação na trama. Enquanto melhores amigas, sempre aparecem juntas e próximas, o que nos permite perceber as similaridades entre ambas personagens. 

Não sabemos muito sobre a vida delas, muito menos o que as realiza. O que sei é que Irie teme fantasmas (irônico, né?) e Sekine tira vantagem disso, fazendo humor desse medo de sua amiga. 

Parece pouco, mas podemos traçar um perfil entre elas: não fazem parte da linha de frente, são grandes amigas e descontraídas, sempre unidas. Dessa forma, claramente representam a simplicidade, o bucolismo. Em um mundo onde querem derrotar Deus, elas se preocupam com seus ensaios, com o cotidiano e com preocupações mundanas. Se houvesse um filler nesse anime, com certeza seria focado nelas. 

Hisako

Com uma postura rígida, a co-fundadore da GDM possui a seriedade, quiçá pontualidade, britânica. Não obstante, ela é sempre rígida com a desastrada Yui. Como não sabemos muito de seu passado, nem de suas ambições, temos apenas a perspectiva rígida de uma co-fundadora líder de banda. Ela se importa com a causa e reconhece a importância da banda de distração. 

Hisako pode ser definida como o relógio do tempo. Não importa se você corre, anda ou se deita, o tempo passa. Hisako me lembra de um trecho do livro Eragon, que diz:

As areias do tempo não podem ser detidas. Os anos passam, quer queiramos ou não… mas podemos nos lembrar. O que foi perdido pode, entretanto, viver em nossa memória.

Hisako não representa o tempo, mas a importância do tempo para pessoas que, embora mortos, precisam encontrar seu caminho rumo ao descanso eterno. 

Masami Iwasawa

A primeira a encontrar sua paz e cumprir sua missão, Iwasawa é a vocalista e co-fundadora da banda GDM. Apesar de ter uma pequena participação no anime, foi sem dúvida alguma uma das personagens mais cativantes. Não tem como ver a história dela e não se emocionar. 

Existe um forte conceito japonês conhecido como Ikigai, que é o cruzamento entre aquilo que você ama fazer, que é bom para o mundo, que você faz bem, e que pode ser pago para fazer. Segundo os japoneses, ao encontrar seu Ikigai, você se sentirá realizado ao longo de sua jornada.

Iwasawa representa fortemente o Ikigai. Ao cantar a canção com seu coração, ela se encontrou. Nada mais importava naquele momento, ela estava contemplada. 

Yui

A extrovertida, hiperativa e divertida Yui encantou muitos fãs com seu jeito carismático e único de ser. 

Somos introduzidos a sua vida na Terra, na qual Yui possuía paralisia e passava o dia vendo TV. Daí ela adquiriu diversos sonhos envolvendo esportes, música e romance. 

Yui me chamou atenção pelo seu jeito contemplativo, e isso me fez entender quem ela representa: Yui representa nossos sonhos e aspirações. Sim, ela representa aquilo que queremos ser caso estivéssemos asisstindo nossa vida. Ela torce para si mesma enquanto vive, sonhando ser tudo aquilo que via na TV. 


E aí, o que acharam da primeira parte de discussões sobre os personagens de Angel Beats?
Na próxima semana teremos maiores discussões por aqui. Não deixem de comentar o que acham sobre estes personagens. =)




1 comentário(s)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta
Lujon
1 semana atrás
Cara, esse anime é muito bom! Eu assisti algumas vezes, a estória sobre o pós-vida é ótima e os personagens são divertidos demais... o final é bem emocionante! Iwasawa cantando também nem se fala né, muito top... vou aguardar pela próxima parte do artigo ! Show de bola! :)