My Little Monster...

Confere aí!

12/01/2016 Última edição em 12/01/2016 às 00:00:00

Antes de qualquer coisa, deixo claro que vamos falar apenas do anime, pois muito embora exista o mangá, devo admitir que ele não é tão fácil de achar. Então, dito isso, vamos ao que interessa?

My Little Monster ou Tonari no Kaibutsu-kun.

E por que vamos falar deste anime? Algumas razões:

a) a temporada toda possui apenas 13 episódios e é possível assistir tudo num único dia (se você tiver disposição como eu);
b) é uma comédia romântica adolescente que sempre tira boas risadas, embora tenha alguns momentos bem sérios;
c) os personagens são profundos (os principais) e possuem suas motivações, é algo que hoje em dia anda difícil de achar por ai. Tem muito anime que não conta nada dos personagens e você fica ali, esperando que algo interessante aconteça.


Vamos à história? (esta parte não possui spoilers - eu acho)

Primeiramente você deve conhecer a menina mais chata e sem graça de todas: Shizuku Mizutani. Você, em algum momento, vai odiar aquelas “chiquinhas” que ela usa, você, em algum momento vai odiar a capacidade dela de ser indiferente aos sentimentos dos outros e, em algum momento, você vai amar tudo isso e como dois caras legais podem querer ficar com ela. Pois a rainha do “gelo seco” é uma pessoa que esconde todos os seus sentimentos (se é que tem algum lá escondido).

Então, depois de estar ciente desta garota chata, você se depara com o cara mais engraçada e sem noção de todos: Haru Yoshida. Ele senta ao lado de Shizuku na sala de aula, mas nunca aparece para as aulas e, por incrível que pareça, ele é o melhor aluno de todos (e nem se esforça para tanto). Sem dizer que ele é um encrenqueiro nato que sai batendo em tudo e em todos quando acha necessário (o que acontece muito). E um fato curioso é que seu mascote é uma galinha. Isso deve definir bem este tipo de pessoa.

E aí estamos diante de um possível casal que, na boa, não combina em nada. E deveria? Eu penso que o anime todo, embora gire em torno do relacionamento dos dois, também nos mostra que pessoas tão diferentes às vezes são capazes de combinar entre si. Mas adianto que o relacionamento não evolui tanto quanto você gostaria e não fica tão estagnado quanto você pensa que ele fica.

E, assim, eles vão aprender a fazer amizades, vão descobrir sentimentos e, principalmente, vão bater em muita gente. Na verdade, o Haru diversas vezes acaba batendo em Shizuku por engano e fazendo o nariz dela sangrar. Nestas horas, você até tem um pouco de pena dela (ou não). Outra questão é a rivalidade que Haru terá que enfrentar, pois ele não é o único garoto que, por incrível que pareça, se interessa por Shizuku.

Muito bem... Vamos à zona de spoilers?

Vou dar mais uma chance de você sair daqui, pois vou falar do último capítulo do anime (sim, porque eu preciso muito desabafar).


Só mais uma chance... Ok? Você continua aqui por risco próprio, não venha chorar depois.

O último capítulo é totalmente desapontador! Sim, você fica muito desapontado com o final dele. Embora a última parte do episódio salve todo ele, sinceramente, o episódio poderia ter sido cortado. Os diretores poderiam ter se dado ao trabalho de fazer algo descente ao inves de fazer o Haru correr atrás de um vagalume o tempo todo. Na verdade, você pode até tirar algumas "analogias" do episódio, mas cá entre nós, o que eu queria mesmo era ver Haru e Shizuku juntos e isso NÃO ACONTECE! Como assim? Por quê? Onde está o romance? Fiquei decepcionada.

Mas devo acrescentar que o final da 1ª temporada (sem previsão para a 2ª temporada) não abala em nada o meu conceito deste anime, que conseguiu me convencer no primeiro capítulo com o beijo inesperado de Haru em Shizuku. O anime é bem carregado de energia e você raramente fica entediado ou tem a impressão de que tudo vai dar certo. A única certeza é que nada está certo neste anime. 

Existe um pouco de confusão no meio do anime também, porque é dificil de entender a relação entre Haru e seu irmão mais velho, mas isso é apenas pano de fundo para o aprofundamento da relação entre Haru e Shizuku, então até dá para encarar com uma certa tranquilidade.

Por fim, as cores do anime são bem intensas e as vozes estão bem encaixados. Os traços são razoáveis e não forçam muito nos contornos dos personagens. A música é animada e bastante empolgante.

Enfim, um excelente anime para assistir num único dia, um dia que poderia ser chato, mas que, com "My Little Monster", fica bem mais legal!


Você pode assistir aos episódios online no site de nosso parceiro AnimesOrion.




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta