Fatal Frame: análise do grande game de terror psicológico da era PS2!

Confira uma análise completa do game Fatal Frame, um game que transcende gerações com seu gameplay e rica história.

21/02/2020 Última edição em 21/02/2020 às 10:57:57

Fatal Frame, um jogo lançado em 2001 e que consegue ser aterrorizante com um terror psicológico nunca antes visto nos games, é o que podemos chamar de um "jogo auteur", um jogo que teve várias influências como Resident Evil de PS1 e Allone in the Dark, da década anterior, e se tornou um clássico quando foi lançado. Fatal Frame é o tipo de jogo que mexe com sua cabeça e que não será esquecido pelos fãs.

Gameplay: começando pela gameplay, tendo dito as influências anteriormente, você irá jogar o game com esse tipo de jogabilidade em mente, mas não se engane, o que Fatal Frame faz é brincar com isso para surpreender o jogador. O jogo não tem um sistema de combate comum, a arma usada nesse jogo é uma câmera e a uma lanterna, pois isso afronta os fantasmas do cenário do jogo, assim o jogo consiste muito em você economizar as fitas da câmera e desviar dos fantasmas para não levar dano. A maior parte do jogo não tem música, a trilha sonora é deixada para as cutscenes, e sim, só os barulhos de passos, vento e os fantasmas que estão no cenário, escondidos ou em batalha, são claramente uma referência ao jogo Another World. Os criadores do jogo querem que você sinta a solidão e o medo dos personagens, sem precisar usar palavras, essa inspiração também foi usada nos jogos do Fumito Ueda, Ico e Shadow of the Colossus, também do PS2.

Uma parte importante do gameplay de Fatal Frame é a câmera que é dinâmica, isso por si só já é algo revolucionário para o começo dos anos 2000, um jogo que consegue ser cinematográfico sem encher de cenas e monólogos. A câmera do jogo as vezes é em terceira pessoa, as vezes ela apenas segue o personagem e em batalha, quando você enfrenta os fantasmas, é como se fosse uma parte do personagem, pois a mesma tensão que é sentida pelo personagem, é transmitida para o jogador devido a esse jogo de câmera.

História: A história do jogo é a seguinte: nove dias se passaram desde que Mafuyu Hinasaki, irmão de Miku Hinasaki, desapareceu, tudo isso começou há um mês. A mídia noticiou que o novelista Junsei Takamine havia desaparecido enquanto fazia pesquisas para a criação de sua nova novela, e Mafuyu, um aspirante à jornalista, percebeu que tinha algo errado. Mafuyu, então, decide começar a procurar por Junsei, e essa busca o leva a uma mansão abandonada. A Mansão Himuro localiza-se silenciosa e imponentemente embrenhada numa floresta. Uma lenda dizia que essa mansão pertenceu a um rico latifundiário que tinha o controle absoluto da área, mas agora a mansão não passa de uma sombra destruída pelo tempo. Ao passo que Mafuyu explora a mansão, ele acha recados em papéis escritos pelo próprio Junsei e sua equipe. Esses recados remetiam um número de eventos misteriosos que aconteceram no passado negro da mansão. Para descobrir mais sobre o que aconteceu com a mansão e com Junsei, Mafuyu se embrenha cada vez mais, e percebe que ele não está sozinho. Assim Miku foi para a Mansão Himuro para achar seu irmão e ela não fazia ideia no que estava se metendo.

Então aqui está a minha recomendação desse jogo para vocês, é um jogo atemporal que pode muito bem ser jogado nos dias de hoje, esse jogo tem várias sequências, como Fatal Frame 2, 3, 4 e por aí vai, mas para mim o primeiro jogo é o mais especial, e que deve ser experimentado por todos que se dizem gamers.




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta