Confira 5 bons animes para ingressar no universo Otaku

Está afim de entrar no mundo Otaku, mas não sabe por onde começar? Então confira agora essa lista de bons animes para assistir no começo de sua jornada nesse vasto universo, recheado das mais diferentes obras.

08/09/2020 Última edição em 08/09/2020 às 08:22:28

Começar no mundo dos animes pode ser uma tarefa um pouco complicada para alguns, enquanto várias pessoas te indicarão assistir a obras gigantescas focadas na pancadaria, como Dragon Ball e Naruto, outros irão lhe recomendar vários animes menores e mais simples. Na intenção de facilitar sua vida, preparamos uma lista com cinco obras bastante diferentes entre si que podem ser ótimas para lhe introduzir no mundo Otaku.

Vale ressaltar que a ideia não é recomendar os melhores animes, mas sim os que servirão como boas portas de entrada.

Dragon Ball

Apesar de ter uma popularidade muito menor do que sua sequência (Dragon Ball Z), o primeiro anime dessa gigantesca série é, sem dúvidas, a melhor porta de entrada para os que se interessam na franquia, como também para os que querem ingressar no mundo dos animes. Por ser uma obra consideravelmente antiga, Dragon Ball é ótimo para entendermos bem a origem de vários elementos que se tornaram padrão nos animes que vieram depois, como também para já nos familiarizarmos com o estilo de anime shounem, que tem como público-alvo os adolescentes do gênero masculino. Dragon Ball pode não ter sido o primeiro Shounem, mas foi quem definiu muito do que virou moda nesse estilo de anime/mangá e se tornou um exemplo por ter uma história bastante infantil e inocente, mas que trazia um humor não muito politicamente correto e que mesclava de uma forma surpreendentemente boa a aventura, comédia e ação.

Na história, acompanhamos Son Goku, uma criança com rabo de macaco que vive completamente sozinha e afastada da sociedade, pelo menos até conhecer a jovem Bulma, uma garota da cidade que está em uma jornada para achar as lendárias setes esferas do dragão, que juntas invocam um gigantesco dragão, este que pode lhe conceder qualquer desejo. A partir desse primeiro encontro, Goku se junta à Bulma nessa jornada, e os dois vivem uma grande aventura, conhecendo todo tipo de pessoas, lugares e inimigos.

Death Note

Se Dragon Ball é perfeito para entendermos bem que o que esperar da maioria das obras Shounem, Death Note serve para nos mostrar que esse gênero pode ser mais versátil do que parece inicialmente. Death Note não é uma obra focada na ação, aventura ou comédia, mas sim uma espécie de anime de suspense que busca sempre trazer reviravoltas e elevar cada vez mais o nível de sua trama. Apesar de não deixar de ser um Shounem, Death Note agrada também um público mais adulto, já que a obra aborda vários temas polêmicos e promove grandes discussões, que saem do mundo dos animes e vão diretamente para a vida real.

Sua trama começa quando o estudante genial, Light Yagami, encontra um caderno chamado Death Note que tem o poder de matar qualquer humano que tivesse seu nome completo escrito nele, enquanto o portador estivesse pensando no rosto da pessoa que gostaria de matar. Com tanto poder em suas mãos, logo Light decide que irá limpar o mundo dos criminosos, criando um completamente novo, onde ele seria uma espécie de Deus, mas essa tarefa logo se torna algo muito complicado, já que um famoso detetive, conhecido apenas como "L" começa a investigar esse misterioso caso de assassinato em massa aos criminosos, o que inicia um jogo de gato e rato entre Light e L.

The Rising of the Shield Hero

Um protagonista que vive sua vida normal e desinteressante no Japão, até que por algum acontecimento específico é transportado para um novo mundo, onde ele pode recomeçar sua vida e finalmente ter grandes feitos. Essa é uma premissa muito interessante, mas que acabou ficando bastante saturada no mundo dos animes, já que constantemente vemos obras que seguem esse clichê sendo lançadas. Shield Hero não é nada diferente disso, foi lançado em 2019, quando os animes nesse estilo (chamado de Isekai) já existiam aos montes e não trouxe nenhuma grande novidade ao gênero, porém pode servir como uma ótima porta de entrada, já que consegue abordar muito do que é interessante em um Isekai, ao mesmo tempo que tem bons personagens, um ritmo bastante agradável e uma história que apesar de clichê, funciona bem.

Aqui não há grandes complexidades na história, logo no começo do primeiro episódio vemos o protagonista, Naofumi, sendo transportado para um mundo de fantasia que ele e mais três jovens deveriam proteger de frequentes ataques de monstros. Todos os quatro são presenteados com armas lendárias, porém para a infelicidade do protagonista, ele não recebe nenhuma espada ou lança, mas sim um escudo, que o faz completamente impotente naquele perigoso mundo. Naofumi até consegue uma parceira que o ajuda no começo, porém ele acaba sendo traído e roubado por ela,  e a partir disso começa uma jornada bastante solitária, pelo menos até começar a desenvolver sua relação com Raphtalia, uma escrava que comprou para o ajudar a enfrentar inimigos, e que se tornou sua grande companheira.

Erased

Viagem no tempo é um elemento presente em qualquer tipo de obra, seja em livros, filmes, séries e jogos, então obviamente nos animes isso não seria diferente, e entre todas as obras que abordam esse tema, Erased é provavelmente a melhor para os novatos, já que não é muito confusa e tem uma alta qualidade, apesar de ser um pouco previsível em alguns momentos. Erased é basicamente uma mistura entre o que há de melhor nos filmes de investigação e assassinato, com conceitos muito interessantes de viagem no tempo, o que rendeu um anime com uma trama muito envolvente que não fica devendo em nada quando o comparamos as grandes produções de Hollywood deste mesmo estilo.

Sua história se baseia inteiramente no conceito de viagem no tempo, esse que acontece graças ao protagonista, Satoru Fujinuma, que tem uma misteriosa habilidade que o faz voltar no tempo por alguns minutos sempre que alguma tragédia acontece perto dele. Com o assassinato de sua mãe, Satoru acaba voltando no tempo, mas dessa vez indo muito mais longe que o habitual, chegando na sua infância, tempo onde alguns de seus colegas de classe foram misteriosamente assassinados. Agora com a mentalidade de um homem adulto, Satoru busca salvar as crianças que haviam morrido e descobrir a identidade do assassino, que provavelmente é a mesma pessoa que matou sua mãe anos depois.

Oregairu

Esferas e cadernos mágicos, mundos paralelos e viagem no tempo, todos esses conceitos são bastante fictícios e não remetem muito ao mundo em que vivemos, porém nem todo anime é assim tão fantasioso. Existem diversas obras que simplesmente abordam o dia a dia de pessoas normais que vivem em uma realidade exatamente como a nossa, e Oregairu é provavelmente um dos melhores entre esses. O anime é basicamente uma história escolar de comédia romântica que retrata o dia a dia de seu protagonista na escola, não há nenhuma grande premissa e tudo ocorre de forma natural e simples, mas graças aos seus ótimos personagens, Oregairu consegue funcionar muito bem nesse formato.

O solitário e anti social Hachiman Hikigaya é o principal personagem da história, tudo se centra nele e em suas relações com as outras pessoas, essas que vão surgindo no decorrer do anime e sempre contribuem para a evolução do protagonista, que acontece naturalmente de uma forma bastante realista. Durante o anime algumas histórias específicas são contadas, mas o que realmente as tornam interessantes são a forma com que todos os personagens lidam com ela e mudam conforme as coisas vão acontecendo em suas vidas. 




1 comentário(s)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta
Joke
2 meses atrás
Acredito que One Punch Man também seja uma boa pedida, um amigo que não é chegado em animes um dia chegou pra mim dizendo "Cara, vi um desenho na Netflix muito irado de um cara que resolve tudo com um soco" kkkkkkkkkk, eu só dei risada, mal sabia ele que ele havia assistido um anime.