Heroes of the Storm recebe rework em mapa Hanamura

Após longos meses fora do game (disponível apenas para jogos personalizados) o mapa Hanamura, do universo de Overwatch, recebe um rework e retornará para o Nexus.

27/08/2018 Última edição em 27/08/2018 às 09:54:17

Heroes of the Storm, o moba da Blizzard, tem como uma das características principais a presença de mapas diferenciados. Cada mapa possui uma temática própria e remete a um dos universos da Blizzard, alguns até mesmo foram desenvolvidos para a lore do próprio Hots. No entanto, há um patinho feio no ninho e seu nome é Hanamura.

Hanamura, para quem não conhece, é uma cidade pertencente ao universo de Overwatch, corresponde ao Japão e apareceu na cinemática do FPS da Blizzard "Dragons", protagonizada pelo arqueiro Hanzo Shimada. Em Overwatch o mapa é do tipo de captura de ponto, onde uma equipe tem que atacar e tomar duas localidades da equipe que defende. Em Heroes of the Storm o mapa também remete a uma modalidade de Overwatch, escolta de carga, e para a comunidade do moba Hanamura era, majoritariamente, um transtorno.

Uma verdadeira bagunça

Uma das propostas principais de Hots são os mapas diferenciados. Cada um possui um estilo próprio, uma quantidade de trilhas diferentes e elementos que mudam completamente a maneira dos jogadores interagirem e se confrontarem. Controlar os diversos mapas é um dos segredos para se dar bem em Heroes of the Storm, sabendo exatamente quais heróis e quais composições funcionam para cada ambiente. 

Quem joga Partida Rápida ou Contra a I.A. não possui esse tipo de estudo de mapa, visto a escolha do mesmo ser sempre uma surpresa revelada após os jogadores decidirem com quem querem jogar. Não há como saber em que mapa você terá que jogar, nem mesmo quem seus companheiros de equipe ou adversários irão escolher para jogar. Tudo funciona na base do improviso. Ranqueadas, por outro lado, são totalmente voltadas para a estratégia. Os mapas são revelados ANTES de começar a partida, os jogadores escolhem seus heróis DEPOIS de saberem qual mapa irão encarar e possuem total ciência de quem seus aliados e oponentes irão escolher para jogar. 

Hanamura, no entanto, tinha suas particularidades que tornavam as partidas desequilibradas, bagunçadas e difíceis de se organizar. Dividido em duas lines, o mapa não dava acesso ao núcleo do inimigo, sendo obrigatório utilizar cargas que surgiam de pontos aleatórios para bombardear o objetivo final. Cada equipe recebia uma carga e tinha que escoltar a mesma do seu ponto de origem até um local determinado no mapa de onde ela iria disparar misseis no núcleo inimigo. Para fazer a carga se movimentar era necessário ter, no mínimo, um herói ao lado dela, do contrário ela ficaria estática. Os adversários podiam contestar a carga inimiga, fazendo com que ela parasse apenas estando ao lado dela, ou fazendo com que recuasse, mantendo todo o time dela bem longe. 

Duas cargas, dois times, quatro objetivos. Os times tinham que se dividir entre escoltar sua carga e segurar a carga inimiga. Se contarmos com a importância de se puxar as lines, pois cada bastilha inimiga destruída concederia um disparo adicional a sua carga, são cinco objetivos no mapa todo, além dos acampamentos de mercenários que davam buffs para as equipes ou disparavam mais misseis no núcleo inimigo (o acampamento central controlado por um imenso meka bastante difícil de lidar).

A comunidade simplesmente odiava Hanamura. Era um mapa bonito com uma temática fantástica, mas tinha tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo para apenas cinco jogadores que a partida se tornava algo cansativo e frustrante para a grande maioria. Não demorou muito para que as reclamações se tornassem numerosas o suficiente para que a Blizzard removesse o mapa do game com o pronunciamento de que posteriormente trabalharia com ele. Ficamos meses sem notícias sobre o futuro de Hanamura, e confesso que, para mim, eu não veria esse mapa outra vez na vida se dependesse da empresa. Ao que parece, eu estava enganado.

Éramos todos cobaias?

Hanamura começou a dar as caras pouco a pouco nas famosas Contendas Semanais, confrontos diretos, curtos, porém intensos entre as equipes em mapas projetados unicamente para essas batalhas, onde a três participações concedem um baú de itens aos jogadores (independente do resultado das partidas). O objetivo e o mapa em si estavam simplificados. Uma única carga, uma única rota, uma equipe escolta e a outra detêm, três pontos de controle ao serem atingidos pela carga concederiam acréscimo no tempo de partida beneficiando a equipe que escolta. Se o tempo acabasse e a carga não houvesse atingido o ponto final a equipe defensora ganharia. Somente.

Tudo parecia indicar que Hanamura seria apenas um mapa que vez ou outra daria as caras nas contendas. Só que a Blizzard tinha outros planos para a casa da família Shimada. 

O retorno da casa dos dragões

Hanamura e seu rework surgiram no horizonte de Heroes of the Storm nesta última segunda-feira (20) por meio de um vídeo na conta de Hots do Youtube. O conteúdo mostra que algumas coisas se mantiveram, como o conceito da carga e suas bombas direcionadas ao núcleo além das duas lines com a "jungle" no centro. Todavia algumas mudanças pontuais, possivelmente provenientes da aceitação à Contenda Semanal, foram implementadas.

Confira algumas delas:

1. Ao invés de DUAS cargas para escoltar as equipes terão que disputar um único veículo que irá surgir exatamente no centro do mapa. A mudança nitidamente concentrará a TF (team fight) no centro do mapa ao invés do antigo modo dispersado que espalhava as duas equipes por Hanamura.

2. Ao invés de uma equipe empurra e a outra para, como acontecia nas contendas, as duas equipes tentarão conduzir a carga para seu objetivo.

3. Cada equipe possui três possíveis destinos para a carga. Eles alternam ao longo da partida e podem se limitar desde cruzar o centro, quanto passar exatamente ao meio das duas lines. Especialistas que se concentraram em arrastar as lines enquanto suas equipes disputam a carga (uma possível estratégia para o mapa) podem se ver no meio das TF neste momento. 

4. Os mercenários também foram modificados. A famosa torreta permanece, mas o poderoso boss no centro foi retirado e substituído por este simpático samurai e sua katana. Já conseguiu imaginar o que ele irá fazer? Se você chutou "voar no meio da TF com a faca na garganta do inimigo" errou por pouco. O bonitão vai arrastar sua TF como fazem os bosses de outros mapas.

Passaporte pronto

O futuro de Hanamura ainda é incerto. Muitos acreditavam que o mapa, se ressurgido das cinzas, retornaria apenas com a mesma ambientalização, sem a presença das cargas. O que se provou o oposto que a Blizzard estava pensando. Algumas semanas disputando contendas empurrando carrinho pra lá e pra cá mostraram que este rework vai tornar Hanamura um mapa com batalhas mais intensas, equipes mais agrupadas e muita katana fatiando lines.

E vocês? O que acharam das novidades? Deixem seus comentários. E se quiser ver o mapa na íntegra, não deixe de dar uma conferida no vídeo de anúncio do rework.




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta