Death Note da Netflix: compensa mesmo assistir?

Veja as impressões do redator sobre o filme da Netflix: Death Note. Será que vale a pena assistir?

27/08/2017 Última edição em 27/08/2017 às 16:21:46

Acabei de assistir ao filme da Netflix Death Note e, como um bom fã do anime e, antes dele, do manga, tenho algumas impressões sobre o filme. 

Primeiro, vamos a pergunta que não quer calar: "Vale mesmo a pena gastar 1 hora, 40 minutos e 6 segundos da minha vida para asisstir o filme?" . A resposta é clara: Depende

Isso mesmo. Depende. Se você quer participar dos debates que estão rolando, assista. Se você quer verificar as diferenças do anime, assista; se você quer apenas relaxar sem se preocupar com nada, assista. Agora, se você quer ver o que você viu no anime, ou leu no manga, sugiro que vá ver o filme do Pelé, que provavelmente será mais semelhante. 

Após tantos trailers, debates, tretas, amizades quebradas, pedras jogadas, mães xingadas, e tantas outras parafernalhas, assisti ao filme esperando o mesmo que esperei quando assisti ao filme do Percy Jackson após ter lido todos os livros: absolutamente nada! Assisti apenas para ver como a Netflix abordaria um anime tão impactante, especialmente no ocidente. E foi interessante, afinal de contas. 

Primeiro, vemos o Light - nosso precioso Kira - sentado num banco, vendendo listas de exercícios de matemática, vendo a galera praticando atividade física e, então, cai um caderno celestial, junto a uma tempestade, e o nosso anti-herói pegando o caderninho escuro e vivendo suas aventuras frente ao lado negro da força. 

Por falar nisso, deixa eu explicar para vocês as semelhanças entre a obra original e o filme: 

  1.  L é um detetive particular que auxilia a polícia em casos extremos; 
  2.  Light é o Kira; 
  3.  O caderninho escuro se chama "Death Note", e se você escreve o nome de alguém enquanto imagina o rosto da pessoa, a pessoa morre; 
  4.  Light é o portador do Death Note; 
  5.  O pai do Light é policial; 
  6.  O dono do Death Note é o Ryuk; 
  7.  L quer prender o Light; 
  8.  O nome do manga é o mesmo do anime, e o mesmo do filme. 

Sim, é só isso! E espero que isso abra a mente de vocês, que ainda não assistiram, para assistir algo fora do habitual. Fora da caixinha de adaptações extremamente semelhantes ao original. Estejam dispostos a verem um novo ponto de vista para a história, com o Light diferente do anime, com filosofia de vida diferente, e questionamentos diferentes. Então, caso queiram assistir a versão Netflixiana do anime, sugiro que não assistam ao filme. Mas se estiverem abertos a uma nova perspectiva, pode ser interessante assistir ao filme. 

Para quem já assistiu e vomitou críticas nas redes sociais, preciso dizer que concordo com a maior parte do que escreveram, mas peço que tentem olhar sobre uma nova perspectiva: um Light diferente, que tem uma visão de bem/mal diferente, com um Ryuk diferente, e uma parceria diferente (quem diria que um livro de cálculo pudesse trazer mais do que apenas contas?) 

Ouvi dizer que haverá uma sequência ao filme. Não sei ainda se é válido, mas sob uma nova perspectiva, tudo é possível, não é mesmo?

Enfim, achei uma obra razoável para se assistir em um final de semana, com uma ótica diferente de uma obra que me fascina muito. Comentem suas impressões também, especialmente quem já assistiu: o que acharam da obra? Na opinião de vocês, vale a pena assistir Death Note, o filme da Netflix?




2 comentário(s)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta
johnnyoldgamer
2 semanas atrás
esse filme é só um filmezinho adolecente, onde teve todo um enredo maravilhoso, e nao soube aproveitar, o filme nao impacta em nada, as melhores coisas que teve no anime nao soube usar, como o desafio de L a kira, etc. voltando a dizer, ele se tornou apenas um filmezinho adolecente. e cada vez que isso acontece, a gente so fica com cada vez mais medo quando vao adaptar uma coisa de desenho pra real.
Ashllan
2 semanas atrás
Gostei muito da crítica. Pra quem não viu é bem esclarecedor kkkkk.