Da Série Clássicos: INUYASHA (Parte 2)

Confere aí!

19/07/2016 Última edição em 06/11/2016 às 20:34:56

E "lá de volta outra vez"...

E voltamos aqui para continuar falando de InuYasha. Sim é verdade.

Lembra que eu disse que apenas uma coluna seria pouco (Parte 1)? Pois bem, aqui estamos nós para falarmos sobre os personagens e o capitulo final do anime InuYasha. 

Preparados para a Parte 2? Então vamos lá!

Já avisando que aqui só tem SPOILER!

Antes de mais nada, vou contar um pouco sobre a JOIA DE QUATRO ALMAS!

A Shikon no Tama (Joia de Quatro Almas) nasceu do imenso reiryouku (poder espiritual) da sacerdotisa Midoriko durante uma batalha entre ela e centenas de youkais, as almas dos dois lados foram capturadas e se tornaram uma. A alma pura de Midoriko e as almas corrompidas dos youkais, interligadas, deram origem à Joia de Quatro Almas. No anime, acredita-se que enquanto a Joia de Quatro Almas não desaparecer desse mundo uma batalha ainda é travada entre Midoriko e os youkais, dentro dela, uma batalha entre o bem e o mal, o que talvez seja o porque de todos que possuem a Joia terem tantas desgraças em suas vidas.

Muito bem, vamos falar um pouco dos personagens? Porque eles é quem fazem a trama realmente se desenvolver!

Quero começar com aquele que tem ligação com todos:

NARAKU

Eu já falei muito sobre Naraku em outros lugares, mas aqui é primeira vez, então deixa eu dizer o que eu sempre achei sobre Naraku: ele sempre foi bom em fazer inimigos. O fato é que Naraku sempre foi bom em criar situações que apenas geram mais pessoas com quem ele tem que lutar. Mas vamos falar sobre ele.

Primeiro: Naraku não era Naraku, isso ele se tornou depois. Antes ele era Onigumo.

Antes de ser um “meio demônio”, Naraku era um ladrão medíocre que, numa das suas fracassadas tentativas de ser bem sucedido, acabou se dando mal, sendo totalmente queimado. Acontece que Kikyou o achou e resolveu que iria cuidar dele. Ela sempre foi generosa com as pessoas. Neste meio tempo, ele, Onigumo, se apaixona pela sacerdotisa. No entanto, o coração dela já é de InuYasha. Quando fica sabendo deste amor entre os dois, Onigumo decide que irá se tornar mais forte e se vingar da sacerdotisa e de InuYasha. Assim, ele pede para que os youkais que tentavam devorá-lo que possuíssem seu corpo e o transformassem em algo muito mais poderoso. Neste momento, surge Naraku.

É preciso dizer que, como todo e qualquer meio demônio, existe um dia a cada período em que os poderes de “youkai” somem e o meio demônio permanece como humano. No caso de InuYasha, é em todo primeiro dia do mês. No entanto, Naraku, por ser muito poderoso e uma junção de muitos demônios, PODE ESCOLHER que dia ficará mais fraco. O que é bem conveniente ao vilão.

Naraku foi comparado e colocado ao lado dos maiores vilões de animes e mangás de todos os tempos. Ele é ardiloso, cruel, frio, calculista e, acima de tudo, inteligente. Seus planos raramente dão errado e suas armadilhas poucas vezes falham. Além disso, ele tem uma excelente “lábia” e uma capacidade incrível de se disfarçar.

Naraku é um psicopata (que vilão não é?), mas não só isso, ele tem um profundo conhecimento da natureza dos youkais e das pessoas, o que se dá por ser um ser excessivamente observador. Tais qualidades sempre o colocam à frente de seus inimigos. Ora, a partir do momento que até Sesshoumaru foi manipulado por este vilão, não tenho mais o que acrescentar sobre suas capacidades de controlar outras pessoas e demônios.

Raramente você verá Naraku perdendo o controle, ele é sempre muito calmo e um grande articulador de planos, encontrando sempre uma saída para situações difíceis. Mas uma coisa é importante destacar: NARAKU NUNCA SUJA SUAS MÃOS, é para isso que ele tem suas “crias”, seres derivados dele mesmo e que fazem todo o trabalho sujo por ele!


(Kagura, Kanna e Kohaku)

Enfim, Naraku não é um vilão a ser ignorado.

Agora, vamos falar do meu anti-herói favorito? Sim, estou enrolando para chegar nos protagonistas por um motivo óbvio... Eles darão muito trabalho.


SESSHOUMARU-SAMA

Não tem nada mais irritante que uma pessoa que não se importa com nada e nem com ninguém. Mais irritante ainda é quando esta pessoa é tão poderosa que você nem pode discutir muito com ele. Bem, você tem a descrição do quanto InuYasha não gosta do seu irmão Sesshoumaru. Mas a verdade é que Sesshoumaru odeia ainda mais o seu irmão.

Primeiramente, Sesshoumaru foi testemunha viva que seu pai (O Grande Inu no Taisho) morreu e se sacrificou para salvar a mãe de InuYasha. Não longe disso, o pai de Sesshoumaru e de InuYasha deixou a espada mais poderosa (segundo o que Sesshoumaru acredita) para o “meio irmão” InuYasha, um despreparado e meio humano. Ou seja, Sesshoumaru tem tudo para odiar InuYasha.

Mas é claro que Sesshoumaru não é só ira e raiva. Ele também tem uma personalidade fria, calculista, distante e desinteressada. Sim, ele é o homem que toda mulher gosta de se apaixonar e não ser correspondida. Mas enfim (tosse), voltando ao que interessa.

Sesshoumaru é um “youkai” completo, do tipo “grande youkai”, isto é, ele pode tanto assumir uma forma semelhante à humana, como pode assumir uma forma gigante, que é muito similar à de um cão. Ele é conhecido como “príncipe” dos youkais cachorros. Por ter tanto poder e ser temido pelos demais, é rude com seus subalternos ou qualquer outro que cruze seu caminho. Tem uma arrogância que às vezes o coloca em desvantagem em luta, justamente porque não gosta de receber qualquer tipo de ajuda.

Foi portador da Tenseiga (uma espada feita de uma das presas de seu pai), que é capaz de devolver a vida à qualquer pessoa ou demônio, pois corta os mensageiros do inferno. Sesshoumaru sempre achou a espada inútil e o fato de ter ficado com esta espada ao invés da Tessaiga o deixa ainda mais indisposto com seu irmão mais novo. Mas o fato que deixou Sesshoumaru mais irado foi que, na verdade, o pai dos dois deixou a Tenseiga para que Sesshoumaru a aprimorasse e então entregasse a espada (aprimorada) para InuYasha. Ou seja, o pai dos dois não teria deixado nada para Sesshoumaru. Até que em certo ponto eu concordo com ele: você já não gosta do seu meio irmão e ainda não recebe nada do seu pai quando ele morre, é para deixar qualquer um muito irado!

Mas Sesshoumaru não sabia é que seu pai tinha feito tudo isso para que Sesshoumaru pudesse amadurecer como ser vivo e, desta forma, ser capaz de liberar sua arma oculta: a Bakusaiga (Presa Fulminante ou Presa Explosiva). Esta espada foi criada e ocultada pelo próprio poder de Sesshoumaru e é tão poderosa que ele não precisaria das heranças de seu pai para ter poder, por isso as espadas do Grande Inu no Taisho foram deixadas para InuYasha. Na boa, o pai deles poderia ter dito isso antes de morrer, teria poupado muita coisa!

Só para dizer que o poder da Bakusaiga é tão grande que é capaz de desintegrar completamente o corpo do inimigo. Mesmo que o cadáver continue vivo e tentando se regenerar, o poder da espada continua desintegrando-o até não restar absolutamente nada. Caso o cadáver se junte a algum outro corpo, os poderes da Bakusaiga também poderão afetá-lo e destruí-lo por completo. Por esse motivo, Magatsuhi e Naraku temem a nova arma de Sesshomaru.

Falta apenas destacar duas coisas importantes na vida de Sesshoumaru. Primeiro: Seu fiel serviçal, Jaken. Um ser pequeno, aparentemente inútil, mas que tem uma devoção imensa por seu senhor. O segue para todos os lugares e vive sendo ameaçado por Sesshoumaru de matá-lo. Mesmo assim, ele permanece ao lado do mestre e jamais o deixa. Exceto quando fica encarregado de cuidar de Rin.

Rin é talvez o maior ponto fraco de Sesshoumaru. Ela era uma garota pequena, escorraçada de sua vila e que vivia com medo. Certo dia, ela encontra Sesshoumaru ferido na floresta, após uma grande luta, e ela decide que vai cuidar dele. Mesmo Sesshoumaru sendo arrogante e rude com a garota, mesmo assim ela o ajuda, leva água e tenta cuidar de seus ferimentos. Até que é morta. Sesshoumaru, já recuperado, utiliza Tenseiga para reviver a jovem, que surge com uma aparência mais leve e sorridente. Com o tempo, é possível notar que Sesshoumaru se apega a Rin, tendo um instinto protetor para com ela e não deixando que nada de mal aconteça com a jovem.

Ao final do anime, vemos que Rin foi deixada aos cuidados de Kaede para que possa aprender o que é ser um ser humano e que, no futuro, possa decidir se quer viver com Sesshoumaru ou com os humanos. É outro fato que Sesshoumaru sempre visita a aldeia e deixa presentes para Rin. É muito fofo, né?

Bom, só vou enumerar aqui as habilidade de Sesshoumaru para terminar (se não vou me estender muito): capacidades sensoriais (os sentidos de um cachorro mil vezes aumentado), voo, força (força superior a quase todos os youkais existentes por ser excessivamente puro – seu pai e sua mãe são youkais da raça cão), velocidade (ultrapassa a velocidade do som), longevidade (tem possivelmente mais de 600 anos e é considera “moleque” para a maioria dos youkais mais velhos), imunidade (é imune à venenos, sendo inclusive capaz de produzi-los com as unhas), Daí-Youkai (como já disse, pode assumir a forma parecida com a humana ou se tornar um monstro enorme na forma de um cão) e inteligência (embora nem ele tenha sido capaz de se desvencilhar das habilidades de Naraku).

É isso, meu personagem preferido do anime “InuYasha”.

Mas vamos aos protagonistas?


MIROKU – SANGO – SHIPPOU

Porque todos eles juntos? Porque senão esta coluna não termina nunca mais. Primeiro quero dizer que todos eles têm histórias trágicas em seus currículos. Mas vamos apresentá-los como devem ser apresentados.

MIROKU é um monge do tipo pervertido. Isso mesmo, tem uma tara por passar a mão na bunda das mulheres e é bastante divertido. Sem dizer que tem uma inteligência e compreensão muito acima da média humana. Talvez por causa disso ele seja tão bom em “enganar” as pessoas. Sim, ele é um monge que “engana trouxa”.

É fato que Miroku ganha o seu “sustento” fazendo exorcismos de youkais em vilas e em outros lugares, mesmo que na verdade não tenha nada lá (ele meio que inventa). Mas isso não quer dizer que Miroku seja uma pessoa ruim. Pelo contrário, ele é muito amável e determinado.

Mas, infelizmente, ele tem um grande defeito: possui um “Buraco do Vento” em sua mão direita. Isso quer dizer que ele pode sugar qualquer coisa para dentro deste buraco e aquela coisa sumirá para sempre. Você até pode pensar que isso é bem útil, no entanto, este buraco vai apenas aumentando conforme o tempo passa, até chegar um ponto que o próprio “Buraco do Vento” engole seu portador.

Esta maldição foi colocada por Naraku no pai de Miroku quando os dois lutaram. Um tempo depois o pai de Miroku foi justamente sugado pelo seu “Buraco do vento” e a maldição passou imediatamente para Miroku. Por sua vez, a maldição somente será quebrada quando Naraku foi derrotado.

Por este motivo, e por causa de uma certa pessoa, ele se juntou ao grupo de InuYasha!

SANGO é uma linda jovem exterminadora de youkais. Tem habilidades como um bumerangue feito de osso de youkai e muitas artimanhas de um “ninja”. Ela vivia com seu clã de exterminadores, liderados por seu pai. Junto à ela, havia Kohaku, seu irmão mais novo, e Kirara, sua mascote youkai capaz de ficar grande ou pequena conforme sua necessidade.

Tudo estava indo muito bem, até que Naraku apareceu. Aí a coisa desandou de vez. Sango foi afastada e Kohaku enfeitiçado (controlado) por Naraku, assassinando todos os membros do clã, sobrando apenas Sango, que ao final foi obrigada a matar o próprio irmão. Ainda por causa desta luta, Sango ganhou uma enorme cicatriz nas costas.

Após se recuperar e enterrar todos os seus amigos e familiares, Sango partiu com Kirara em busca de vingança. Seu maior objetivo é destruir Naraku.

Numa das suas andanças, ela acabou encontrando InuYasha e Kagome e com eles se juntou na busca por vingar seus amados. Não obstante, é fato que Kohaku, graças a um fragmento da Joia de Quatro Almas, voltou a vida e se tornou, por um tempo, escravo de Naraku (sua memória foi apagada). O que gerou diversos embates entre os dois irmãos, fazendo Sango sofrer ainda mais.

Ao final, a família foi destruída e mesmo que Sango e Kohaku tenham conseguido se acertar, Kohaku evita estar na presença da irmã, pois ela sofre muito ao saber de tudo pelo que seu pequeno irmão passou.

Só para dizer também que Sango sempre se irrita com Miroku, que vive tentando/passando a mão na bunda dela. É tapa para cá e para lá. Mas no final, a verdade é que um se importa demais com o outro e mesmo a “falta de respeito” do monge não foi problema para que os dois fossem capazes de formar uma família!

SHIPPOU é um filhote de youkai raposa. Ele perdeu seu pai quando ele o protegia dos irmãos youkais relâmpagos, Manten e Hiten. Após este ocorrido, Shippou tenta roubar os fragmentos da Joia de Quatro Almas de Kagome e InuYasha, querendo torna-se muito forte para poder vingar a morte de seu pai, mas o seu plano acaba falhando. Após explicar seus motivos para a tentativa de furto, Shippou consegue a ajuda de Kagome e InuYasha na sua vingança contra os irmãos youkais relâmpago, acabando por se tornar um companheiro de viagem da dupla.

É fato também que youkais raposa têm a habilidade de se transformar naquilo que desejam justamente porque têm a habilidade de “enganar” as pessoas e demais demônios. Uma habilidade nata das raposas.

Shippou é um filhote de youkai no começo do anime, ele é inexperiente com suas próprias habilidades, mesmo assim, é uma ótima companhia. Ele e InuYasha vivem brigando e Kagome sempre protege Shippou das maldades de InuYasha. No final, ele é um dos mascotes do grupo.


KIKYOU e KAGOME

Você vai mesmo fazer isso? Vai se atrever a comparar as duas? Não, colega. Eu não vou comparar as duas, vou aproveitar e falar das duas. Prometo que será só isso!

Vamos lá!

KIKYOU é uma sacerdotisa forte e determinada que sempre cuidou de seus afazeres em sua aldeia. Ela possui uma irmã chamada Kaede, que após a morte de sua irmã, passou a ser a sacerdotisa da aldeia.

Kikyou foi designada para cuidar da Joia de Quatro Almas, mas infelizmente ela não é capaz de fazê-lo completamente e, ao ser enganada por Naraku e ferida mortalmente por este, acaba por falecer, prendendo InuYasha em uma árvore e sendo queimada juntamente com a Joia para que ela deixasse de existir naquele mundo.

A verdade é que Kikyou tinha como maior desejo ser uma mulher normal, poder viver sua vida normalmente, casar e ser feliz, mas o destino não quis que fosse assim. Ela se tornaria aquela que deveria proteger a Joia de Quatro Almas. O problema maior foi ter se apaixonado por InuYasha e ter cuidado de um ladrão de coração corrompido que se tornaria Naraku. Esta mistura condenou sua vida.

Após o ressurgimento da Joia de Quatro Almas na Era Feudal (quando Kagome foi atraída para o Posso Quebra Ossos), Kikyou ressurgiu feita com barro e seus ossos pela bruxa Urasue, que queria a Joia. No entanto, o tiro saiu pela culatra e Kikyou, livre e renascida, decide seguir seu próprio caminho, buscando primeiro vingança contra InuYasha, que julgava ter sido o traidor e algoz de seu destino e, após, parte em busca de vingança contra Naraku, quando descobre que na verdade tudo o que aconteceu foi obra deste vilão.

No anime, fica claro perceber que o amor de Kikyou e InuYasha é, apesar de belo, impossível. É uma clara representação de tudo o que é difícil num relacionamento entre um homem e uma mulher, quais sejam: são opostos fisicamente (meio-youkai e sacerdotisa: inimigos históricos) e psicologicamente (InuYasha é ainda muito infantil enquanto Kikyou é uma mulher madura, segura de si e de seu papel na sociedade). Isso tudo os colocada frente a frente com suas diversidades.

É claro ainda que Kikyou e Kagome não se dão lá muito bem. Culpa de InuYasha possivelmente, mas não só isso. Kagome é a encarnação de Kikyou, então ela também sabe, quando vê Kagome, que seu tempo já acabou e que aquele corpo não deveria estar ali, vivendo.

Ainda, a Kikyou que ressurgiu do barro é uma mulher que sorri pouco e só se permite emoções negativas, guardando ódio, rancor e inveja. Porém, mesmo com o passar do tempo e tendo voltado um pouco a ser gentil, ainda assim tem dificuldades em aceitar sua nova condição.

Por fim e após muitos sofrimentos, Kikyou, nos braços de InuYasha e totalmente debilitada, diz que finalmente se sente uma mulher comum. Ao ouvir essas palavras, InuYasha a beija. Este é um momento em que eles esperam há muito tempo. Então Kikyou morre, em paz, nos braços de InuYasha.

KAGOME – Se não fosse para ser clichê, seria mesmo assim. Certo? Certo! Kagome é uma estudante do colegial, muito bonita, muito simpática, que vai bem em algumas matérias e ruim em outras e que tem uma família bem formada: mãe, pai, irmão, gato e avô. Ela vive no templo que seu avô cuida.

Seu dia a dia é simples, tranquilo e sem grandes perturbações. Algumas vezes é paquerada por algum rapaz, sai para se divertir e faz suas lições de casa, além de ajudar sua mãe e seu avô. Nada fora do comum.

Kagome não gosta muito do seu nome, mas algum tempo descobre o motivo. A mãe dela revela que pôs esse nome na filha porque viu uma luz vinda da Joia de Quatro Almas e um símbolo que significava Kagome em seu peito.

É verdade que, num dia comum, Kagome ouve um barulho no depósito onde havia um poço e lá, olhando, é agarrada por uma youkai conhecida como “Mulher Centopéia”, que a arrasta para 500 anos no passado, na Era Feudal. Lá, após se desvencilhar da youkai, ela encontra InuYasha, preso por uma flecha em uma árvore sagrada. Assustada, ela tira a flecha de seu peito e InuYasha retorna à vida, sem saber que se passaram 50 anos.

É fato que, a partir do momento que volta para o passado, leva a Joia de Quatro Almas de volta para a Era Feudal e conhece InuYasha, sua vida nunca mais foi a mesma. Primeiro porque ela mesma fragmentou a Joia de Quatro Almas e ficou encarregada de recuperar os fragmentos, uma vez que é a única que pode sentir o poder da Joia. Segundo porque, além de buscar pelos fragmentos perdidos, ela tem que continuar estudando, pois ainda está na escola. E terceiro, tem que lidar com sentimentos que nunca antes sentiu: amor, inveja, ciúmes, raiva e medo.

É claro que ela se apaixona por InuYasha, não de primeira, porque InuYasha é um chato resmungão, mas no decorrer da série o sentimento dela por InuYasha muda e, quando a história dos dois parece que vai engrenar, Kikyou aparece para confundir ainda mais a situação. Tudo isso move Kagome somente para frente. Buscando os fragmentos, lutando com seus medos, criando amizades, destruindo barreiras  e enfrentando o amor sem desanimar.

Ela é uma garota bastante jovial e alegre, mas tem o sério costume de se irritar com InuYasha, que é, como já disse, muitas vezes babaca. Para mantê-lo na linha, Kaede (sacerdotisa da aldeia) colocou em InuYasha um colar que, sempre que Kagome diz “Senta”, ele é jogado para o chão e não consegue se mover!

É de se destacar ainda que um youkai lobo, conhecido como Kouga, também se apaixona por Kagome, o que gera cenas hilárias entre o trio, já que cachorro e lobo não se dão muito bem.

Kouga frequentemente chama Kagome de "minha mulher", sendo que ela é bastante educada ao dar foras nele, porém suas frases são tão delicadas que muitas vezes Kouga e InuYasha não conseguem entender o que elas querem dizer, causando mais brigas entre eles.

A relação de InuYasha e Kagome, porém, apesar dos percalços, se fortalece do princípio ao fim da série.

Por fim, e lá vamos nós...


INUYASHA

Ele dá nome a série e é, claro, o maior de todos os protagonistas. Ele é um meio youkai, uma mistura entre humano e demônio cachorro (seu pai era O Grande Inu no Taisho, isto é, o rei dos youkais cachorro). Sua mãe, por sua vez, era uma princesa (Izayoi) que teve sua vida condenada quando se entregou para o pai de InuYasha.

InuYasha foi salvo graças à intervenção de seu pai. Ele entregou a sua mãe sua capa protetora contra fogo e a salvou, no entanto, estava fraco por uma luta anterior e morreu, deixando aos filhos espadas que os protegeriam.

A personalidade de InuYasha é muito complicada. No inicio da série, ele é claramente imprudente e geralmente considerado como grosso e imaturo pela Kagome. Muitas vezes, mostra-se arrogante e egocêntrico, mas é muito determinado, visto que não larga seus objetivos pessoais pela ajuda aos amigos.

Seu temperamento de pavio curto e mal-humorado só atrapalha na maioria das vezes, o que faz Kagome perder a cabeça. Não aceita nada. Além disso, é extremamente ciumento em relação a Kagome, principalmente quando Kouga se aproxima dela. Também não tem uma boa relação com seu irmão mais velho, Sesshourmaru (possui um ódio intenso pelo próprio irmão, pois este se sente superior por ser um youkai puro). Não obstante, é extremamente vingativo.

Então, como personagem principal, ele tem todos os defeitos possíveis!

InuYasha traz com ele terríveis lembranças de quando era criança, pois morava com sua mãe em uma aldeia de humanos onde ele era desprezado pelos outros moradores. O problema é que por não ser um youkai completo, ele também não era aceito pelos youkais, que viviam tentando matá-lo. Por outro lado, sobrava amor por parte de sua mãe, que era gentil e bondosa. No entanto, ela acabou morrendo jovem.

Por ser meio humano e meio demônio e sofrer preconceitos de ambas as raças, InuYasha criou uma obsessão por tornar-se mais forte e não precisar fugir como fazia no passado com sua mãe (de uma aldeia para outra).

Ele sempre se lembra do conforto que sua mãe lhe proporcionava quando era agredido pelos demais.

De maneira que, quando ficou sabendo dos poderes da Joia de Quatro Almas, procurou roubá-la, mas em seu caminho encontrou uma sacerdotisa chamada Kikyou e seus planos mudaram. Kikyou começa a mudar o jeito arrogante de InuYasha e, apaixonados, pretendem fugir e viverem juntos. Seus planos, é claro, foram interrompidos por Naraku!

Por cinquenta anos, InuYasha permaneceu lacrado, até que Kagome o liberta. Kagome é uma garota com um coração enorme que começa a mudar InuYasha de verdade, principalmente por causa das amarguras do passado.

Fato é que InuYasha, por muito tempo, fica dividido entre o amor de Kagome e o de Kikyou, mas ao final, ele acaba escolhendo Kagome, mesmo porque Kikyou já não pertencia mais a este mundo e deveria descansar em paz.

O maior de todos os inimigos de InuYasha é Naraku, a quem persegue durante toda a história, a fim de se vingar pelo que o vilão fez a 50 anos atrás e também lhe arrancar a Joia de Quatro Almas. Muito embora a rivalidade de InuYasha e Sesshoumaru seja dita como grande e terrível, é de se notar que muitas vezes o que vemos é uma briga entre irmãos, mas nada que realmente gere consequências graves para os dois.

Uma de sua mais fortes técnicas é a Garra Retalhadora de Almas e sua principal arma é a espada Tessaiga (Canino Destruidor de Ferro, deixada pelo seu pai e forjada por Toutousai). A espada é capaz de executar os golpes “Ferida do Vento” e “Onda Explosiva”, bem como absorver energias de outros youkais com um corte, entre eles estão a “Lâmina Vermelha”, que corta qualquer barreira, as “Lanças de Diamante”, “Escamas de Dragão”, que absorve energias sinistras, e as “Ondas Lunares das Trevas”, capaz de mandar o inimigo para o Mundo das Trevas.

A Tessaiga tem uma barreira especial que impede outros youkais poderosos de tocá-la, principalmente por causa de Sesshoumaru, que sempre ambiciou ter esta espada.

Por fim, sendo um meio youkai, InuYasha se torna humano uma vez ao mês (na primeira noite de lua nova do mês), perdendo seus poderes durante esse tempo. Inclusive seu cabelo, que é branco, fica negro.

Ainda, a Tessaiga serve para impedir que seu sangue de youkai haja, tornando-o um youkai completo e mais forte, porém quase incontrolável e inconsciente de seus atos.

E é isso, estes são os personagens...

Mas e ai? Por que InuYasha é um clássico?

Vou te dizer: ele não “terminou”. Você pode ir em qualquer evento de anime ou pode listar os melhores shounen de todos os tempos e lá estará ele. Forte e lustroso, um modelo excelente de como um anime/mangá é capaz de transcender gerações de fãs e continuar sendo aceito e amado por todos.

É um anime que agrada desde crianças a adultos, pois passa as mensagens certas, nos momentos certos, e possui um visual colorido e ao mesmo tempo sério.

As músicas ficam na cabeça e não desgrudam. Os filmes são maravilhosos e enriquecem ainda mais a trama. Tudo é feito para que InuYasha não seja jamais esquecido.

Por tudo isso, InuYasha é, com toda certeza, um CLÁSSICO! E merece ser continuadamente lembrado pelos fãs.

Bom, e para completar, eu vos proporciono o último episódio de InuYasha. Mas ele eu só recomento para aqueles que já viram tudo ou leram todo o mangá, ou não vão entender muita coisa...

É isso, agradeço pela paciência e chegamos ao final! Espero que tenham gostado!




Comenta aí :)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta