Bang Bang Cyberpunk! O icônico anime Cannon Busters!

Vale a pena maratonar...

15/10/2019 Última edição em 15/10/2019 às 18:41:32

Estava num dia entediado, buscando algo não convencional para degustar no Netflix, quando me deparo com esse título: “Cannon Busters”. Um anime criado por um norte americano que se mudou para o Japão com intuito de conhecer melhor a cultura japonesa e se desenvolver por lá.

Antes da ideia do anime, LeSean Thomas, conhecido por outros trabalhos como The Legend of Korra (Nickelodeon) e Children of Ethen (Crunchyroll), escreveu a light novel Cannon Busters publicada em 2005 nas editoras Devil's Due (EUA) e UDON (Canadá). Não tive a oportunidade de ler, mas, pelas críticas, é um excelente trabalho. 

O descolado LeSean Thomas, autor de Cannon Busters.


Indo direto ao ponto: Temos um anime leve e hilário, com um toque de drama. Como todo shonen temos os conhecidos clichês, que não desabonam em nada o excelente trabalho de transição da light novel para o anime. Esse anime chegou em agosto de 2019 pela Netflix, 14 anos após a light novel, recheado de adrenalina. Os personagens principais dessa trama são Philly the Kid, um criminoso com a cabeça posta a prêmio pelas autoridades, que possui imortalidade (vemos isso logo no primeiro capítulo) e habilidades com armas de fogo. Toda vez que Philly morre, ele recebe uma tatuagem numerada no corpo. 

Esse é Philly the Kid, o antiherói da história.

A outra personagem, pilar da história, é a Sam, uma robô dócil que se propõe a ser amiga de todos que encontra pela frente, e que está em uma missão particular a procura do seu amigo, o Príncipe Kelby. Sam é uma Cannon Buster, uma máquina de guerra super-poderosa e misteriosa, que sempre se impõe quando seus amigos estão em perigo.

Essa é a meiga Sam, a robô mais gentil que você vai conhecer hoje.

Temos o Príncipe Kelby, do reino de Bótica, que se apresenta como um foragido após o reino de seu pai ser usurpado por um mago maligno.

Esse é o Príncipe Kelby, um dos personagens centrais da história.

E como coadjuvantes, mas também muito importantes para o enredo, temos o 9ine, um samurai temido pelas apuradas habilidades (que o tornaram uma lenda viva), e que vive como um andarilho beberrão, e a amiga e parceira da Sam, a pequena Casey, uma robô mecânica falastrona que pega no pé de Philly the Kid e a qual nunca deixa a Sam sozinha.

O poderoso espadachim, beberrão, 9ine.

A cômica Casey, a robô mecânica.

Para empolgar ainda mais, temos o Bessie, o carro do Philly, que se transforma em um mecha com forma de Touro. Ele funciona quando colocam uma moeda no seu painel (parecido com um fliperama), e senta a porrada nos inimigos. Resumindo, uma grande obra, despretensiosa, que está dando sopa para os assinantes da Netflix.

A Bessie pixada, o carro (transformer) do Philly.

Vou deixar o trailer do anime (que inclusive possui um tema de abertura maravilhoso) para vocês se deliciarem.

É isso aí amigos leitores, espero que gostem da dica e se sintam instigados a conferir mais essa produção da Netflix! Arigatou gozaimasu!




2 comentário(s)
Já possuo uma conta
Quero criar uma conta
Yaten Zoaoldyeck
4 semanas atrás
XD
Konekomaru
1 mês atrás
Eu já estava com vontade de assistir, agora lendo essa matéria maravilhosa com certeza vou maratonas.